quarta-feira, 24 de março de 2021

Prefeitos se unem e dizem a Bolsonaro: “O País não pode aceitar cidadãos morrendo sufocados”

Em carta aberta ao presidente Jair Bolsonaro, o Conselho Nacional de Municípios criticaram a postura do chefe do Executivo no enfrentamento da pandemia.

Os prefeitos afirmaram que “não cabe transferência de responsabilidade neste momento dramático”.

“O presidente da República deve estar pessoalmente empenhado na execução de campanha de comunicação em prol da eficácia e da segurança das vacinas, além da defesa das medidas não farmacológicas, como o distanciamento social, o uso de máscaras e álcool em gel, que vêm sendo adotadas em todo o país por Estados e Municípios. Faz-se urgente também a implementação de medidas pela União nas atividades de âmbito nacional, dando maior efetividade às ações dos demais Entes federados”, destaca um trecho do documento.

“Uma nação não pode aceitar cidadãos morrendo sufocados ou tendo que suportar dores indescritíveis decorrentes de intubação sem anestesia. O Brasil está em guerra contra o vírus e, na guerra, todos têm responsabilidades. A União precisa reorientar as as plantas produtivas à disposição no país e, mais do que nunca, mobilizar a diplomacia internacional a fim de garantir as condições necessárias, para responder a esta batalha”, pontua o ofício.

Fonte: Focus

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.