terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Para deputados, o combate à Covid-19 no CE seguirá sendo prioridade da Assembleia Legislativa em 2021

Os deputados estaduais cearenses presentes na cerimônia de posse da nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará para o biênio 2021-2022, realizada na manhã desta segunda-feira (01), destacaram como o Legislativo poderá contribuir para o enfrentamento da pandemia do coronavírus e a redução dos efeitos sobre o desenvolvimento socioeconômico do Estado.

Para o presidente Evandro Leitão (PDT), há muitas pautas a serem colocadas em prática, mas sempre devendo-se respeitar as medidas de segurança impostas pela Covid-19. “Temos que ter compreensão de que ainda estamos passando por um momento difícil, uma pandemia, e que as autoridades que detêm o conhecimento para nos orientar nas decisões a serem tomadas”, explicou.

O vice-presidente Fernando Santana (PT) chamou de secundárias todas as pautas que não sejam ligadas à pandemia e ao processo de vacinação da população. “Primeira pauta e mais importante é a da vacinação. Hora de superarmos esse problema da pandemia, para depois tratarmos de outras pautas secundárias que virão e nós vamos debater ao lado da presidência”, afirmou.

A deputada Érika Amorim (PSD) afirmou que as ações contra a Covid-19 continuarão norteando os trabalhos do parlamento cearense juntamente ao Governo do Estado. “Infelizmente a população não tem cultura de uso da máscara e isolamento. Então, esse desafio continua, pois precisamos ampliar as vacinações para que a imunização chegue para todos e que junto aos especialistas, consigamos estabelecer essa segurança para que nossa economia não seja ainda mais impactada”, considerou.

A parlamentar lembrou também da situação das famílias cearenses em situação de vulnerabilidade. “Outro ponto importante é garantir renda para as famílias que perderam sua fonte de renda e não recuperaram”, pontuou. De acordo com a deputada, o governador já vem trabalhando junto aos municípios, por meio de benefícios para as famílias mais vulneráveis, com o programa Mais Nutrição e o cartão Mais Infância, estimulando cooperativas com trabalhos que gerem renda. “Será mais um ano desafiador, mas acredito na nossa união para fazer com que a situação melhore”, defendeu.

Para o deputado Acrísio Sena (PT), o Legislativo cearense e o Poder Executivo devem continuar a parceria com foco em três questões fundamentais: imunização da população, garantia de auxílio emergencial e a geração de emprego e renda. “Essas serão nossas prioridades e acredito que Evandro Leitão, como nosso presidente, deverá fortalecer as comissões técnicas da Casa para potencializar essa interlocução com o Governo, autoridades e assim fortalecer nossas políticas públicas”, apontou.

A deputada Aderlânia Noronha (SD), por sua vez, ressaltou o empenho do Parlamento cearense em 2020, que, apesar dos desafios, buscou retomar os trabalhos com agilidade para aprovar ações emergenciais de enfrentamento à pandemia. “O ano de 2020 foi de muitas dificuldades, pois fomos pegos de surpresa com a pandemia e, ainda assim, essa Casa não parou e direcionou seus trabalhos com foco nas questões emergenciais da população, principalmente em se tratando de saúde. Acredito que, com o início da vacinação, andaremos a passos mais largos”, opinou.

Na visão do deputado Marcos Sobreira (PDT), a Assembleia deu um grande exemplo, pois foi o primeiro parlamento a retomar os trabalhos de forma remota em 2020, graças ao trabalho da equipe de Tecnologia da Informação da Casa e a gestão do então presidente José Sarto. “Aprovamos projetos importantes que fizeram diferença no combate à Covid-19, como liberar cearenses de pagamento de água e luz e a garantia de auxílio emergencial para alunos da rede estadual de ensino. Vamos continuar trabalhando com apoio da nova Mesa, pois a pandemia continua vigente e requer medidas difíceis”, prevê.

O deputado Nelinho (PSDB) também acredita que com a imunização, o estado do Ceará retome seu ritmo de crescimento. “Estamos vivendo uma situação muito difícil, pois praticamente perdemos o ano de 2020. E como não poderíamos estar presencialmente na Assembleia, tivemos que trabalhar de forma virtual, o que não foi fácil. Mas com o início da imunização, acredito que nosso Estado volte a funcionar. E aqui na Assembleia, continuaremos fazendo nosso papel sugerindo ações, fiscalizando e cobrando do Governo o que for possível para o benefício da população”, assinalou.

Fonte: Blog do Edison Silva 

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.