terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Câmara Municipal de Fortaleza terá a “bancada da bala”

O primeiro encontro de vereadores eleitos e diplomados em Fortaleza, nesta segunda-feira (21), realizado na Câmara Municipal, já consegue revelar como deverão se posicionar alguns dos futuros parlamentares da cidade. O encontro contou com a ausência de petistas, com as presenças de suplente e titular do mesmo partido, além de membros para formação de um novo bloco, ainda que informal, a chamada “bancada da bala”, formada por defensores armamentistas e alinhados com às ideias do presidente Jair Bolsonaro.

Os três vereadores do Partido dos Trabalhadores (PT) não compareceram à reunião desta segunda-feira (21), conforme foi solicitado pelo presidente da Casa, Antônio Henrique (PDT). Guilherme Sampaio, que preside a legenda na Capital, justificou ausência pois ainda está se recuperando da Covid-19. Larissa Gaspar e Ronivaldo estariam participando de outras atividades na cidade. A bancada petista está buscando um denominador comum sobre a posição que deverá ter diante da gestão de Sarto. O trio é defensor de que o grupo permaneça fazendo oposição à gestão pedetista. No entanto, dentro do próprio PT há alas defendendo um alinhamento com o Governo ou independência, como, inclusive, foi dito pelo deputado federal José Nobre Guimarães em entrevista ao Blog do Edison Silva.

Durante o evento, também chamou atenção as presenças do vereador Marcelo Lemos (PSL) e do suplente Júnior Aquino, o “Juninho” (PSL). Juninho foi diplomado na última sexta-feira (18) em solenidade realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE),  mas não deve ser empossado no dia 1º de janeiro de 2021.

Isso ocorrerá porque o TRE, na semana passada, deferiu a candidatura de Lemos, que estava sub judice. Dessa forma, a Justiça Eleitoral levará em consideração os mais de 5 mil votos do liberal. Juninho, por outro lado, foi o segundo mais bem votado da legenda e ficará na primeira suplência. Até a quarta-feira (23), Marcelo, agora reeleito, deve ser diplomado.

Ainda no encontro desta segunda-feira (21), os vereadores Carmelo Neto (Repu), Inspetor Alberto (PROS) e Ronaldo Martins, (Repu), defensores de pautas ideologicamente de direita, e alinhados ao bolsonarismo, se encontraram, pela primeira vez, no Plenário Fausto Arruda. Martins, inclusive, afirmou que o trio fará parte da chamada “bancada da bala” da Câmara Municipal de Fortaleza.

Carmelo Neto, inclusive, é o vereador mais novo da próxima Legislatura, enquanto que Ronaldo Martins o parlamentar eleito que recebeu maior quantidade de votos no pleito de novembro. Inspetor Alberto, ligado ao deputado estadual André Fernandes (Repu), compareceu à reunião com uma camisa que continha imagens e frases do presidente Jair Bolsonaro.

Os novatos Gabriel Aguiar e Adriana “Nossa Cara”, ambos do PSOL, também estiveram no Plenário Fausto Arruda, como vereadores eleitos, pela primeira vez. Eles tomaram assento em uma bancada à frente do grupo “bolsonarista”. Durante a próxima Legislatura, conforme confessaram ao Blog, esperam se alinhar às pautas de esquerda ao lado da bancada do Partido dos Trabalhadores.

Durante o encontro, os vereadores também receberam documentação sobre os valores a serem gastos, por gabinete, com assessoria parlamentar. Eles terão à disposição quase R$ 63 mil por mês para este tipo de atividade. Os valores variam entre R$ 1,2 mil a R$ 9,4 mil, por assessor, a depender da função.

Blog do Edison Silva 

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.