segunda-feira, 26 de outubro de 2020

De fim das multas a Uber público: veja propostas inusitadas da eleição 2020

De quatro em quatro anos, milhares de candidatos se habilitam às eleições municipais em busca de um mandato. Em todos os pleitos, a criatividade é usada e abusada por eles na campanha, em nomes ou slogans engraçados, a fim de chamar atenção. Essa iniciativa também é aplicada nas propostas de governo, com promessas inusitadas que, muitas vezes, estão fora do alcance da atribuição de qualquer vereador ou prefeito.

Ao homologarem suas candidaturas nos tribunais regionais eleitorais (TREs), todos os candidatos a prefeito registram também seus planos de governo, em documentos que podem ser consultados pelo eleitor no site. Algumas promessas são… ousadas. Entre elas, há uma que promete o fim das multas de trânsito, uma que prevê a criação de uma secretaria cristã e até mesmo uma em defesa “da revolução e do socialismo”.

Veja abaixo algumas das propostas inusitadas das Eleições 2020


Defesa da revolução e do socialismo
O candidato a prefeito Diogo Furtado (PCO) não apresenta soluções para problemas pontuais de Curitiba. O documento elaborado por ele é mais um manifesto da causa operária, pela “defesa da revolução e do socialismo”. O documento protocolado no TRE-PR diz que o partido vai utilizar as eleições apenas como uma tribuna de “reivindicações fundamentais da população explorada, principalmente o socialismo e o governo operário”.

Fim das multas
O candidato a prefeito de Salvador, capital da Bahia, Celsinho Cotrim (Pros) promete, em atuação com a Câmara de Vereadores, acabar com as multas de trânsito, restando como punição somente a perda dos pontos na carteira de habilitação. Além disso, afirma que, se for prefeito, os radares ficarão “em locais visíveis e não mais escondidos”.

“ParCão” para animais
Com destaque para a proteção animal, a candidata a prefeita Christiane Yared (PL), de Curitiba, quer criar um “parcão público” para garantir um “ambiente de qualidade, divertido e seguro para os animais”. O plano ainda prevê outras iniciativas como levar para as escolas e comunidades a promoção do “convívio harmonioso entre as espécies”.

Games nas escolas
Candidato a prefeito de São Paulo pelo Republicanos, Celso Russomanno afirmou em entrevista que, se eleito, as escolas municipais da capital paulista terão professores aos fins de semana que ensinarão as crianças a jogar videogame. “Nós vamos ter professores de games nas escolas municipais aos fins de semana para a garotada aprender a jogar game”, prometeu.

Uber público
A proposta de governo de Paulo Opuszka (PT), de Curitiba, fala em tarifa zero para o transporte público. Ainda na área de mobilidade, o plano de Opuszka prevê a criação de um Uber público. “Articular a criação de um aplicativo metropolitano, cooperativo, de transporte de passageiros e produtos, que garanta direitos trabalhistas e previdenciários e uma melhor remuneração dos trabalhadores.”

Capacete que liga moto
A candidata Joice Hasselmann (PSL), de São Paulo, apresentou, em entrevista, uma proposta para reduzir o número de mortes de motociclistas na capital. Uma solução, segundo ela, é transformar o capacete em uma espécie de “chave da moto”. “Parte dos acidentes acontece porque o motociclista não está usando capacete de forma adequada”, assinala o documento.

Secretaria cristã
O plano de governo do candidato Zé Boni (PTC) prevê a criação da Secretaria Municipal Cristã de Curitiba, “com o objetivo de dar auxilio às igrejas evangélicas e católicas, ONGs e demais instituições que promovam a recuperação do indivíduo”.

Fonte: Metrópolis
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.