quinta-feira, 14 de maio de 2020

Câmaras Setoriais apresentam protocolos para retomar atividades


Seis câmaras setoriais e temáticas já apresentaram ao Governo do Estado protocolos de segurança com o intuito de informar às autoridades como pretendem voltar ao trabalho, após o fim do isolamento social imposto para reduzir a contaminação por novo coronavírus no Estado. Os setores de flores, economia do mar, automotivo, energias renováveis, turismo e eventos e construção civil e imobiliária propuseram medidas sanitárias, mas ainda não arriscam estimar um prazo para a retomada das atividades.
Segundo o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Junior, a medida é positiva à medida que os segmentos estão se antecipando aos protocolos que serão apresentados pela Secretaria da Saúde (Sesa).
"As necessidades são propostas deles retomarem as atividades, de acordo com o protocolo da Organização Mundial da Saúde (OMS). No trabalho que a gente está fazendo, a Secretaria da Saúde está elaborando esses protocolos. Algumas empresas estão se antecipando, e isso é muito bom".
De acordo com o titular da Sedet, a equipe técnica que estuda a reabertura gradual da economia deve concluir nesta semana partes de um plano de retomada econômica.
"Era para a gente ter concluído os estudos na segunda-feira (11) e não foi possível. A equipe técnica pediu a prorrogação e esperamos concluir nesta semana pelo menos a parte da saúde e a parte econômica deste plano. Depois, vamos apresentar ao secretário Élcio (Batista, secretário chefe da Casa Civil), que vai apresentar depois ao governador Camilo Santana", acrescenta Maia Junior.
Ele também afirma que os protocolos que as câmaras estão elaborando dizem respeito ao correto funcionamento seguindo as normas estabelecidas pela Secretaria da Saúde e OMS. "Como testes de temperatura de funcionários e clientes, higienização do local, uso de máscaras, de álcool em gel, distanciamento social, entre outros. Cada tipo de negócio vai ter que fazer o seu protocolo, dependendo do tipo de atividade", explica.
Turismo e eventos
Afetados pela crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus, os setores produtivos cearenses representados pelas Câmaras Setoriais e Temáticas do Estado têm contribuído para o plano de retomada das atividades econômicas. Atualmente, cabe à Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), vinculada à Sedet, reunir os planos de proposições de diversos segmentos.
A presidente da Câmara Setorial de Turismo e Eventos, Anya Ribeiro, diz que o segmento fez proposições que constituem subsídios para protocolos com condutas sanitárias e físicas que cada atividade deve proceder e para passar ao hóspede que usar o serviço mais segurança.
Fonte: DN
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.