domingo, 5 de abril de 2020

“Tudo farinha do mesmo saco”. Oposição de Nova Russas encontra dificuldade para um nome de consenso na disputa das eleições deste ano


Falta de consciência política permeia a oposição, se tornando um grande entrave na busca incansável pelo nome de consenso para representar o grupo oposicionista em Nova Russas.

No primeiro encontro realizado no inicio deste ano no hotel do “Chico Rico”, nove pré-candidatos colocaram seus nomes a disposição. Figuras batidas da política local, como o ex-deputado estadual Vanderley Pedrosa, Johnson Veras, Denisson do Lua, Sônia Frota, além dos ex-prefeitos Acácio, Gonçalo Diogo, Marcos Alberto e Tony Jorge participaram da reunião. A panelinha intitulada “Grupão das Oposições Unidas”, entrou em colapso antes de tomar forma.

Na pauta, celebraram a união sem egoísmo ou particularismo. Mas já sabemos o final da história. A crise dentro da oposição deu o sinal mais importante quando perceberam a falta de liderança dos apresentados, um aceno para dissolver um grupo fraco e sem expressão.

Novas relações foram construídas, e eis que surge o médico Pedro Ximenes, colocando o seu nome a disposição da frágil e intimidada oposição para disputar a prefeitura de Nova Russas. O seu principal apoiador é o ex-deputado estadual Vanderley Pedrosa, aquele que adorava enganar os velhinhos, os senhores lembram ?

Vanderley Pedrosa é um velho conhecido da justiça, adora colecionar processos. Na primeira instância responde por 12, já na segunda são 6. O ex-parlamentar é uma vitrine do esfacelamento da classe política estadual. Tornou-se um péssimo mal exemplo, mal pagador, não cumpre o que diz, compromisso com ele não existe.

Diante dos vários processos que responde, vamos destacar um caso notório do “enganador de velhinhos”. Vanderley responde na 3ª Vara Criminal em Fortaleza no Fórum Clóvis Beviláqua por apropriação indébita previdenciária. O processo de nº 0039079-48.2017.8.06.0001 os senhores podem conferir na página do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará.

É este individuo sem caráter, aficionado pelo poder, apoiador e chefete político do Dotô? Neste caso usaremos um velho e conhecido provérbio: por causa do santo se beija o altar. Melhor exemplo não há.

Há rumores que Pedro Ximenes deixou o MDB para se filiar ao PSB, partido do empresário Neném Lima para concorrer as eleições deste ano à prefeito de Nova Russas.


O encantador de meninas e galanteador Pedro Ximenes, é portador da síndrome de dom-juanismo, transtorno caracterizado por necessidade compulsiva por sedução fácil. Seus relacionamentos íntimos poucos duradouros tem uma explicação: Bom de lábia, o Dotô encanta suas vítimas com sua voz mansa, promessas de casamento e laços eternos; as jovens mancebas terminam caindo no conto do vigário, e estas, quando se dão conta, já tem contraído dívidas feitas pelo senhor Pedro Ximenes. Foram várias as vítimas deste individuo. Sua fama vai longe, enganou várias mulheres nos municípios por onde passou.

Em Independência chegou a celebrar votos de matrimônio com uma jovem do município com a intenção de viabilizar sua candidatura a prefeito. Após perder as eleições em 2016 sendo massacrado nas urnas, Pedro Ximenes deixou o município, a mulher e altas dividas, uma delas no valor de R$: 43.982,40 (quarenta e três mil, novecentos e oitenta e dois reais e quarenta centavos) cuja a execução judicial tramita na vara única da comarca de Independência.

O Dom Juan dos sertões cearenses, também responde a um processo na 3ª Vara da Comarca de Crateús, o valor da ação é de R$ 1.875,00. Esta prática tornou-se comum na vida do galanteador, deixando vítimas em Monsenhor Tabosa, Crateús e Nova Russas. As dívidas contraídas pelas ex-namoradas, vão desde a compra de lotes de terras, até móveis e aparelhos domésticos. Sem dúvidas o Dotô se consagrou como o Rei do Xaveco, tornando as ex-namoradas inadimplentes.

Perguntar não ofende.

É este o candidato que quer gerenciar os destinos da população ordeira do município de Nova Russas ?

Esse rapaz não passa de um aventureiro, que quer a todo custo chegar a uma prefeitura, pode ser a de Independência, Monsenhor Tabosa ou Nova Russas, deixando sempre a fatura para os outros pagarem.

Pense nisso ! ! !

Redação Primeira Coluna
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.