sexta-feira, 3 de abril de 2020

Padre pecador


O padre Pedro, prefeito de Beberibe, governa pendurado numa liminar do ministro Dias Toffoli, uma excrescência ao bom direito. Condenado por improbidade, não se corrige. Ficha suja, decidiu sair da disputa, onde tentaria a reeleição, porque dificilmente conseguiria registro no TRE.

Pois bem! Padre Pedro, ao invés de ir pra casa, voltar à uma rotina de vida para se defender dos processos, lançou candidato no seu lugar. Agora, aloprou: aprovou, com um grupo de vereadores, R$ 100 para cada morador pobre, numa clara compra de votos. 

Fonte: Blog do Roberto Moreira 
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.