sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Municípios cancelam festa de Carnaval por impossibilidade de garantir segurança do evento


Pelo menos oito municípios cancelaram as comemorações de Carnaval deste ano alegando impossibilidade de garantir a segurança do evento. As cidades de Paracuru, Milagres, Canindé, Paraipaba, General Sampaio, Horizonte, São Luís do Curu e Forquilha, que haviam anunciado programação de Carnaval, informaram, por meio de notas divulgadas na manhã desta sexta-feira (21), que não realizarão a festa por conta das paralisações, atos e motins de policiais militares no Estado.
Outros municípios do interior, como Aracati, São Benedito e Ipu, contrataram seguranças particulares para garantir o bem-estar dos foliões durante a programação do evento. Neste último, segundo Silvio Andrade, representante da Controladoria da Prefeitura, a contratação não tem relação direta com o ocorrido no Estado, sendo uma prática comum nos eventos organizados pelo Município. 
O evento seria realizado nas dependências do Parque de Eventos Manoel Galego. Ainda segundo a nota, "a medida é tomada com base nas informações que chegam a todos os municípios, orientando pela abstenção da realização de eventos em que ocorram grandes aglomerações de foliões, diante o total clima de insegurança vivenciado pela população cearense".
Paracuru
Também por nota, a Prefeitura de Paracuru, no litoral cearense, comunicou o cancelamento da festividade. O prefeito da cidade, Eliabe Albuquerque, informou que a decisão "foi difícil" de ser tomada, mas necessária. "Avaliei o momento com toda a cautela e, em nome da segurança, não só dos nossos cidadãos como dos visitantes, cheguei à conclusão de que devíamos cancelar as festividades previstas", ressaltou o representante. 
Segundo o gestor, mesmo com o cancelamento, será mantida a estrutura necessária na saúde, infraestrutura e blitz educativa na entrada da cidade. As ações devem se estender nas manhãs do sábado (22) e deste domingo (23). O valor da verba que seria destinado ao carnaval em Paracuru será doado para a Secretaria da Saúde do Estado.
Paraipaba
Em nota oficial, a gestão de Paraipaba alegou a busca para "garantir tranquilidade, o bem-estar e a segurança de todos os foliões". Segundo a nota, "todos os recursos financeiros, que seriam investidos no evento, serão destinados para a saúde"
Cancelamento
Ainda na quarta-feira (19), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) negou uma suposta determinação do Governador do Ceará, Camilo Santana (PT), cancelando as festividades de Carnaval em Fortaleza e no interior do Estado. A falsa nota atribuia o cancelamento das festividades às manifestações de militares.
Nesta quinta-feira, houve a autorização para a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), pelo presidente Jair Bolsonaro, atendendo a um pedido do governador Camilo Santana. Com isso, militares do Exército já começaram a atuar nas ruas do Ceará.

Fonte: DN
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.