domingo, 3 de novembro de 2019

Camilo Santana minimiza críticas e reforça parceria com o Governo Federal


O governador Camilo Santana (PT) rebateu, ontem, críticas que vinha recebendo nas redes sociais de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, de ter sido "oportunista", omitindo ser do Ministério da Saúde a origem dos recursos que levaram à aquisição de 49 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), entregues na terça-feira (29) em evento no bairro Moura Brasil, em Fortaleza. Camilo tratou as alfinetadas que recebeu nas redes sociais como "polêmica mentirosa".
"Eu fiz uma live na hora da entrega, fiz um registro do Governo Federal, do Ministério, convidei o ministro, convidei parlamentares inclusive da base do Governo do presidente da República. Na minha live que faço toda terça-feira, também fiz o agradecimento", respondeu.
Durante a manhã, o governador participou, ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, da entrega do maior empreendimento do Programa Minha Casa Minha Vida - Entidades (PMCMV-E) do Brasil: o Residencial Luiz Gonzaga, no bairro Ancuri.
Camilo Santana reforçou a relação "institucional, de respeito e parceria" com o Governo Bolsonaro. "Nós estamos tratando é do interesse da população. Após uma eleição, o presidente é presidente de todos os brasileiros, e eu sou o governador de todos os cearenses", disse.
Apoio
O discurso foi reforçado pelo ministro Gustavo Canuto, que chegou ao local da inauguração no mesmo micro-ônibus do governador, ao lado de outras lideranças, como o prefeito Roberto Cláudio (PDT).
"Não estamos, em hipótese alguma, em polos opostos, porque a gente pensa no interesse público e no cidadão. Então, o Governo do Estado do Ceará e o Governo Federal, no Desenvolvimento Regional, sempre estiveram juntos, muitos eventos já fizemos, entregando coisas importantes para a população. Aqui é parceria, é política pública, é entrega", afirmou o ministro.
Presente no ato, o deputado estadual André Fernandes (PSL) manteve o tom crítico com que já havia tratado do assunto nas redes sociais. "Na hora que o Governo Estadual precisa, o Governo Federal prontamente atende. Como, por exemplo, no início do ano, quando a segurança estava um caos, o Governo Federal deu a mão, cedeu a Força Nacional", afirmou.
Deputado Federal com circulação tanto no Governo Camilo como no Governo Bolsonaro, Domingos Neto (PSD) também minimizou os motivos para polêmicas. "Eu sou testemunha de que é uma fofoca vazia, porque na segunda-feira eu estive com o governador Camilo Santana, ele convidou o Ministério, convidou a equipe do ministro", disse.

Fonte: DN
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.