terça-feira, 5 de novembro de 2019

Bondinho de Ubajara deve ser reinaugurado em dezembro


Um dos principais cartões-postais de Ubajara, na Chapada da Ibiapaba, o Bondinho ganhou nova previsão para ser, finalmente, reinaugurado. De acordo com a Secretaria de Turismo do Município, o equipamento voltará a funcionar até dezembro deste ano. A Superintendência de Obras Públicas (SOP) confirmou a previsão. Esta é a quarta data já anunciada.
Com obras de reforma e modernização iniciadas em maio de 2015, a primeira previsão para conclusão era dezembro de 2108. Posteriormente, o prazo foi esticado para maio de 2019 e depois para junho. A SOP, no entanto, não justificou a razão de as datas anteriores não terem sido cumpridas.
O novo prazo de reinauguração foi confirmado pelo titular da Secretaria de Turismo de Ubajara, Glauber Lira. "O governador Camilo Santana assegurou que tudo estará pronto até o Natal. O cabo de extensão já foi instalado, as cabines estão sendo testadas e um novo bondinho deverá descer em breve até a gruta em um dos mais belos parques do nosso Estado e do País".
De acordo com a SOP, as obras estão com aproximadamente 93% de execução. "Os testes deverão ser iniciados na segunda quinzena de novembro, com previsão de finalização até o fim do mês", assegura.
Incremento
Além da inauguração do Bondinho, seis novas pousadas também serão ativadas. A expectativa, conforme Glauber, é que o equipamento volte a movimentar a rede hoteleira da região, hoje composta por 35 unidades. "Simultaneamente, será possível hospedar 1.500 pessoas com a expansão dessa cadeia", acrescentou Lira.
O Bondinho é considerado a força motriz do turismo regional. Glauber acredita que ele será responsável pela ampliação de novos serviços, como trilhas noturnas no Parque Nacional de Ubajara. Anualmente, o local recebe entre 110 e 120 mil turistas. Com o retorno do teleférico, estima-se que esse número salte para 200 mil turistas por ano. No período de quatro anos em que esteve parado, a redução no número de visitantes caiu 30%.
"Antes, havia várias excursões. Depois que (o Bondinho) foi paralisado, teve fim de semana que até fiquei fechado por falta de hóspedes", detalha Paulo Aguiar, proprietário de uma pousada na cidade.
Para além do fator turístico, o Bondinho de Ubajara vai beneficiar diretamente cerca de oito mil moradores do Distrito de Araticum. Eles utilizavam o teleférico como meio de transporte, anteriormente, para subir a serra. Sem o Bondinho, os habitantes do local precisam percorrer aproximadamente 65 Km para chegarem à sede da cidade. Utilizando o teleférico, o percurso diminui para pouco mais de 5 Km.

Fonte: DN
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.