terça-feira, 17 de setembro de 2019

Candidatos denunciam fraude no concurso do TJCE


Candidatos ao concurso para servidor do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), que foi realizado em Fortaleza nesse domingo (15), denunciaram fraude na aplicação da prova e procuraram o 11º DP (Pan Americano), da Polícia Civil, para registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.).

Segundo a advogada Gessiane de Oliveira Silva, um lote de provas chegou violado em uma sala com 40 candidatos, em um colégio localizado no Centro da capital cearense. “Nós já estávamos prontos para fazer a prova do concurso do Tribunal de Justiça. Recebemos um caderno de prova, foi atestado que chegou lacrado. Mas faltou prova. Quando chegou um novo calhamaço de prova, não estava lacrado. Não aceitamos fazer a prova”, conta.

Quatro candidatos ainda continuaram a fazer a prova, mas o restante se sentiu prejudicado e chamou a Polícia Militar. Em seguida, representantes do grupo e uma funcionária da Fundação Getúlio Vargas (FGV) – responsável pela aplicação da prova – se dirigiram à Delegacia para a confecção do B.O.

A prova aplicada na manhã desse domingo (15) é voltada para técnico da Área Judiciária, com sete vagas. À tarde, será aplicada a prova para técnico-administrativo. A remuneração ofertada é de R$ 5.077,45. De acordo com o Tribunal de Justiça, 50.066 pessoas se inscreveram para o concurso.

Provas são aplicadas pela tarde

O Tribunal de Justiça informou, em nota, que “está apurando junto à organizadora do concurso, Fundação Getúlio Vargas, o que ocorreu pela manhã em uma das salas de prova”. E ressaltou que “a realização das provas para técnico judiciário área administrativa seguirá normalmente a partir das 15h, conforme edital”.

A reportagem também procurou a assessoria de comunicação da FGV, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Fonte: Diário do Nordeste

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.