segunda-feira, 1 de julho de 2019

Ícone dos anos 80, Walkman completa 40 anos

Hoje, o icônico Walkman completa 40 anos. Desenvolvido pela Sonyem 1979, o aparelho foi o primeiro reprodutor de música portátil do mundo e objeto de desejo de inúmeros jovens na década de 80. Quem não tinha o produto da gigante tinha similares, mas todos não queriam largar mão de ter música de forma “portátil”, ao menos para aquela época.

Capaz de reproduzir fitas cassetes, um formato que revolucionou a indústria da música na época, o dispositivo fez tanto sucesso que o nome Walkman, patenteado pela Sony, acabou se tornando, informalmente, sinônimo de qualquer modelo de toca-fitas portátil disponível no mercado.

A ideia de criar um aparelho portátil capaz de reproduzir fitas cassetes surgiu de um dos fundadores da Sony, Masaru Ibuka, a partir de uma necessidade pessoal. Ele queria ouvir música em estéreo com fones de ouvido durante uma viagem de negócios ao exterior. Solicitou então ao seu time de desenvolvimento que criasse uma versão estéreo simples, apenas de reprodução, do gravador portátil da Sony TC-D5, o que viria a ser o protótipo do Walkman.

Em 1º de julho de 1979, era lançado no Japão o Walkman TPS-L2, o primeiro modelo de áudio portátil do mundo. Posteriormente, ele passou a ser vendido em todo o planeta, marcando uma geração inteira e revolucionando o mercado de áudio. Ao longo dos anos 80, tempo em que o Walkman reinou, a Sony lançou diversos modelos, como WM-2, WM-20 e a evolução deste aparelho, o WM-109, que acumulou mais de 20 milhões de unidades vendidas.

O surgimento do Walkman foi o início da era dos dispositivos pessoais de áudio portáteis, já que permitia que as pessoas ouvissem suas músicas preferidas em qualquer lugar e a qualquer momento. Com o declínio da fita cassete e ascensão do CD, no fim da década de 80, a Sony lançou, em 1988, o Discman D-20 e, em 1992, introduziu o MiniDisc como um novo formato de áudio com o MZ-1 MD-Walkman. Pioneira no mercado de áudio, a Sony também foi a primeira no mundo a lançar um headphone com Digital Noise Cancelling (cancelamento de ruído), o MDR-NC500D, em 2008.

Como tudo na vida, há o começo, o meio e o fim. Para o Walkman não foi diferente e seu reinado, bem como para seus sucessores diretos como o Discman, acabou no dia do lançamento do iPod da Apple. Lançado em 23 de outubro de 2001 com Steve Jobs fazendo as honras, o tocador de MP3 desbancou tudo que havia na época. O modelo Classic permitia o armazenamento de cerca de mil músicas com os seus 5GB de armazenamento interno. Hoje o rei, por parte da Apple, é o iPod Touch que faz até foto e tem um visual muito similar aos iPhonesaté a versão 8 (não a Plus).

Hoje em dia, smartphones já fazem o trabalho destes tocadores com muita qualidade. Aliados a ótimos fones de ouvido e aplicativos de streaming de música, fazem a cabeça dos usuários como o Walkman um dia já fez.

Fonte: DN
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.