terça-feira, 26 de março de 2019

“Quem apanha não esquece”


O PSL está rachado.
Alexandre Frota disse para O Globo:
“O PSL é um partido que tinha um deputado e agora tem 55, na sua maioria novos, que pensam diferente. É engraçado o governo querer contar com o PSL, sendo que, na transição, o partido do governo foi o DEM, que tem ministro da Casa Civil, da Agricultura, tem tudo o que quer.”
E acrescentou:
“Quem apanha não esquece. Não está no direito de se negociar cargos? Cada um está livre para fazer o que quiser. Falta comunicação, faltam articuladores, muita gente não está satisfeita como a reforma foi tratada pelo governo.”
O Delegado Waldir concordou com ele:
“O governo não tem base. Eu sou apenas o líder do PSL. No governo, tem pessoas com o papel de fazer o diálogo com o Parlamento. Elas estão desempenhando bem essa função? É o líder do PSL que tem que ficar colocando panos quentes?”
Fonte: O Antagonista 
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.