quinta-feira, 28 de junho de 2018

Qual número mínimo de candidaturas femininas nestas eleições?


NÃO existe número mínimo de candidatura para a mulher! O que tem mesmo de fato é a participação mínima de mulher na política brasileira. Fruto da cultura machista de muitos caciques políticos.
A lei eleitoral apenas determina, que o partido ou coligação poderá registrar o mínimo de 30% e o máximo de 70% das vagas para a candidatura de cada sexo. Viram só, “cada sexo” e não “sexo feminino”. O STF em março deste determinou a distribuição de 30% do fundo partidário para financiar candidatura de mulheres. Ei, mas pera aí. Agora vocês devem estar me questionando: “Cortez, você acabou de falar que a lei não fala em percentual mínimo para candidatura de mulher, não foi?”. Pois é, a lei não trata disso em momento algum, respondendo. 
Então seria machismo do ministro do STF? Por que não destinou 50% ao invés de 30%? Não sei duas vezes. Mas uma coisa é certa, mulheres na política têm uma possibilidade menor de corrupção. Resultado do estudo do Banco Mundial de 1999. Mas alguns irão dizer, que essa pesquisa é antiga. Certo, concordo. Mas a corrupção é mais antiga ainda. Então vamos atualizar esse termômetro. Lanço uma indagação. Quantos condenados oriundos da operação lava jato são mulheres? Para os desavisados, existem muitas empresárias de grande sucesso em nosso país, ok.
Então, cabem nós, leitores e vocês leitoras, mudarmos este cenário político e passarmos de simples telespectadores (eleitoras) para o papel principal (candidata). A igualdade vale também para a política.
Redação Primeira Coluna
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.