domingo, 25 de março de 2018

República clandestina


Com medo de serem hostilizados, ministros do Supremo Tribunal Federal agora entram por portas laterais nos aeroportos, alguns protegidos por agentes de segurança, e desembarcam direto dentro dos aviões.
No ritmo que vai o tribunal, qualquer dia desses ministros passarão a usar aeroportos militares e a voar em jatinhos da Força Aérea Brasileira. Os mais cautelosos talvez se disfarcem. Por que não?
Político acusado de corrupção já não voa em avião de carreira. Renan Calheiros (PMDB) por acaso voa? Aécio Neves (PSDB)? Lula voa de jatinho de empresário amigo desde que deixou a presidência da República.
Não são poucos os deputados que preferem esconder o broche de lapela que os distingue para não sofrer constrangimentos. É dura a vida dos que prevaricam ou se veem tentado a prevaricar. Muito dura e arriscada.
Ricardo Noblat é jornalista
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.