sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Servidores de 160 municípios participarão da Marcha da Esperança nesta sexta


A Federação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) está realizando uma grande mobilização para a 8ª Marcha dos Servidores Municipais do Ceará, que leva o tema: “Marcha da Esperança – Serviços Públicos são Direitos da Classe Trabalhadora”. O evento acontece nesta sexta-feira (10), com concentração na Praça da Bandeira.
Para a presidenta da Fetamce, Enedina Soares, a marcha traz para o centro do debate a necessidade de colocar os serviços públicos como um direito da classe trabalhadora e receberá funcionários públicos de pelo menos 160 municípios do Ceará. “Nós tivemos, recentemente, aprovada pelo Governo Federal a Emenda 95, que congela os investimentos públicos por 20 anos. Se essa emenda for implementada em sua plenitude, o povo brasileiro vai perder 50% dos recursos da educação e 30% da saúde”, alertou.
Enedina Soares afirma ainda que, com a redução dos recursos e o crescimento da população ao longo desse período, os serviços públicos vão piorar significativamente. Segundo ela, a marcha dos servidores municipais traz toda essa discussão e esclarecimento para a sociedade, além da luta contra a reforma trabalhista.
Entre as medidas a serem denunciada pela marcha estão:
  •  Congelamento dos Investimentos públicos por 20 anos, no que se refere a direitos básicos como educação, segurança e saúde;
  •  Cortes nos programas sociais, como Bolsa Família, Pronatec, Fies, Prouni, Minha Casa Minha Vida, entre outros;
  •  Destruição dos direitos trabalhistas, instituindo a precarização das relações de trabalho e a terceirização sem limites;
  •  Tentativa de eliminar os principais direitos previdenciários, com a contra-reforma em discussão no Congresso;
  •  Projeto de Lei que institui a demissão de servidores efetivos da união, estados e municípios;
  •  E entrega do Brasil ao capital estrangeiro, com a venda de empresas públicas brasileiras.
A temática da marcha faz menção ao conceito de esperança elaborado pelo grande educador Paulo Freire. “Esperança do verbo esperançar, que é ir atrás, é se juntar, é não desistir. Esperança é a capacidade de olhar e reagir àquilo que parece não ter saída”, como afirmou em sua obra o professor patrono da Educação Popular.
A passeata acontecerá na véspera da data em que entrará em vigor a Reforma Trabalhista, 11 de novembro. O movimento marcará no estado o Dia Nacional de Paralisação e Luta contra os retrocessos promovidos pelo governo de Michel Temer e será unificado com as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e as Centrais Sindicais: Central Única dos Trabalhadores no Ceará (CUT-CE), Central Sindical e Popular (CSP Conlutas), Central dos Trabalhadores do Brasil no Ceará (CTB-CE) e Intersindical.
Fonte: Assembleia Legislativa 
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.