domingo, 5 de novembro de 2017

Em reunião com ipueirenses, Bispo Dom Ailton defende transferência do Padre Josivan para Tauá

Padre Josivan
O cenário religioso em Ipueiras não é um dos melhores. Fiéis indignados não aceitam a saída do padre Josivan da freguesia de Nossa Senhora da Conceição. Já o padre Neto demonstrou interesse em sair da paróquia, segundo o sacerdote, “essa é uma prática muito comum nas Dioceses do Brasil”. A divulgação da saída aconteceu na missa de domingo, 29 de outubro, conforme matéria publicada neste blog.

Após o anúncio, fiéis se mobilizaram através de um abaixo-assinado pela permanência do padre Josivan no município. A petição já conta com mais de 4 mil assinaturas.

Na quarta-feira (1), uma comitiva formada por membros das pastorais de Ipueiras reuniram-se com o Bispo da Diocese de Crateús, Dom Ailton Menegussi e seu colegiado na Cúria Diocesana, na pauta, transferência do padre Josivan para o município de Tauá. Os séquitos foram recebidos pelo padre Denilson Furtado, o religioso, assumirá a paróquia de Ipueiras em 2018.

O sentimento da comitiva após a reunião foi de frustração. Dom Ailton e seu colegiado decidiram pela transferência dos padres Neto e Josivan de Ipueiras. Mesmo com a negativa do Bispo, os fiéis continuam manifestando apoio pela permanência do padre Josivan.

O reflexo da posição do pontífice está gerando desistência de coordenadores das pastorais, estes, entregaram seus cargos por não terem voz dentro da instituição. Outro fato que chama a atenção da comunidade, é a saída de fiéis para outras religiões no município. Nos últimos anos, é notado de forma crescente a perda de fiéis pela Igreja Católica e a rápida expansão em Ipueiras das comunidades evangélicas.

Com base no Cânon 212, § 2º “ Os fiéis têm a faculdade de expor aos Pastores da Igreja as suas necessidades, sobretudo espirituais e os seus anseios”, nos fazendo entender o direito de petição, individual e coletiva, na qual observamos o direito de ser ouvido na forma oral ou escrita e tendo a consciência da possibilidade de termos nosso pedido, negado, e, Cânon 212 § 3º - “Os fiéis, segundo a ciência, a competência e a proeminência de que desfrutam têm o direito e mesmo, por vezes, o dever de manifestar aos sagrados Pastores a sua opinião acerca das coisas atinentes ao bem da Igreja, e de a exporem ao restante dos fiéis, salva a integridade da fé e dos costumes, a reverência devida aos Pastores, e tendo conta a utilidade comum e a dignidade das pessoas”.

Por tanto Dom Ailton Menegussi, repense e volte atrás na questão da saída do padre Josivan da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição e que o mesmo permaneça à frente como Pastor de nossa paróquia.

Carlos Moreira é radialista
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.