sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Ipueiras e as queimadas



A fumaça cinza e o barulho do mato seco em chamas invadiram a cidade de Ipueiras na tarde desta sexta-feira (13), a sensação térmica chegou a 50º C. Nessa época do ano em que a temperatura sobe, a umidade do ar cai e os ventos se tornam mais intensos, é comum observar a mesma cena em diferentes locais. Hoje passou de todos os limites. Atearam fogo na entrada da cidade, nas margens da CE 187, as labaredas atingiram o morro por detrás do "açude da cadeia", o calçadão, situado na Avenida Gervásio Alves de Oliveira e as imediações do bairro Cidade Satélite. Vários moradores reclamaram de falta de ar.

Apesar de ser uma prática antiga, verificada tanto na zona urbana quanto na zona rural do município, as queimadas estão gerando  prejuízos ao meio ambiente e a população.

Ao espalharem as chamas, aumentam as chances dos incêndios se tornarem ainda maiores, podendo atingir residências e comprometer a rede elétrica. É preciso monitoramento, prevenção e fiscalização eficiente. Dessa forma, será possível coibir está prática tão danosa e primitiva. Os ipueirenses podem contribuir com as autoridades fiscalizadoras denunciando a ocorrência de queimadas.

Bairro: Cidade Satélite - Foto: Clairton Catunda

Denúncias

Denúncias sobre agressões ao meio ambiente podem ser feitas através do Disque Natureza, a ligação é gratuita de qualquer ponto do estado e funciona de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 08:00 às 12:00 e 13:00 às 15:00 horas.

Como fazer uma denúncia

* É importante que o denunciante apresente dados claros e precisos acerca do tipo de ocorrência.

* É indispensável que conste o nome da rua, número, município, Estado e algum ponto de referência e se possível, indique o nome ou apelido do responsável.

* A deficiência de dados, muitas vezes, impossibilita o próprio atendimento. Em caso de dúvida, favor ligar para o 0800-275-22-33, onde a atendente informará quais são os dados necessários para a realização da ocorrência.


Bairro: Cidade Satélite - Foto: Juscelino Araújo

Carlos Moreira é radialista
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.