quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Tributo a Camaral Rodrigues Moreira


Lembrar a figura de um bom pai, um político e um grande carnavalesco que apesar de não ter nascido em Ipueiras, muito fez por seu progresso no transcorrer do século XX, bem como para a sua história, é uma obrigação a todos aqueles que têm na terra do Cristo Pantocrator suas reais raízes.

Camaral Rodrigues Moreira era filho de Valdevino Rodrigues Moreira e Ana Leite Moreira, nascendo em Ubajara-Ce a 11 de abril de 1900.

Em 1925 casou-se com Maria Moura Moreira e dessa união nasceram onze filhos :
Maria Bambina, Vanda, Anna (conhecida como Anete), Eudora, Ilca, Lialete, Darci Maria, José, Salete, Maria Lia e Edgar.

Homem de grande caráter, tinha na política e no carnaval as suas maiores paixões.

Na sua longa trajetória foi vereador, tabelião, delegado e diretor do Hospital Nossa Senhora da Conceição.

O carnaval em Ipueiras sempre se marcou com sua alegre presença, sendo um folião que se recusava para brincar a bebida a que tantos jovens na época já recorriam.

Sua alegria era genuína e contagiava a todos.

Costumava ir ao sítio Lamarão a pé, e a caminhada lhe dava ânimo e saúde. Fato talvez que muito tenha influenciado sua longevidade.

Como folião sua figura ficou romantizada em Ipueiras, conta-se que depois do carnaval, nas manhãs de quarta-feira de cinzas, acompanhava a banda até a Praça Getúlio Vargas, só parando ao último toque desta.

Faleceu no dia 26 de janeiro de 1994, aos 93 anos deixando saudades e um lugar sempre vazio nos salões mominos da cidade.

Como sinal de sentido luto a Rádio Vale do Jatobá silenciou duas semanas e o povo sentiu neste gesto a manifestação do profundo respeito e carinho à memória do maior dos foliões que teve a terra ipueirense.

Bérgson Frota é professor visitante da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e professor de Grego Clássico no Seminário da Prainha
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.