sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Documentos comprovam suposto envolvimento de vereador de Ipueiras com esquema de corrupção.


A sessão ordinária da câmara de vereadores dessa quinta-feira (28), aprovou instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostamente em tese à participação do vereador Marcelo Fontenele Mourão no esquema de desvio de verbas públicas do Fundo Municipal de Seguridade Social – FMSS do município de Ipueiras. O esquema envolve além do parlamentar, sua esposa Michelle Camelo do Nascimento, então coordenadora do FMSS, e de familiares da indiciada. A proposta é de autoria do vereador Antônio Carlos de Carvalho (Antônio Dandão) do PDT.

Os vereadores Egberto Morais (PDT), Antônio Dandão (PDT), Judite Martins (PDT), Zezinho da América (PMDB), Raimundinho do Charito (PSD), Gonçalinho do livramento (PDT), Ernaldo Araújo (PDT), Sérgio Alves (PRP), Indira Ponte (PROS), Zezão do Banco (PMDB) e Carlito (PDT) assinaram o requerimento a favor da abertura da CPI, com exceção do denunciado, Marcelo Mourão (PSB) e do presidente do legislativo, Dênis Mourão (PDT), dispensado para assinar.  

ENTENDA O CASO

Documentos comprovam que houve depósitos de vultuosas quantias diretamente na conta do vereador Marcelo Mourão, valores estes, desviados do FMSS através da criação de beneficiários “fantasmas”. O esquema envolveu outros supostos participantes e membros da família da esposa do parlamentar, Michelle Camelo.

BENEFICIÁRIA FANTASMA - MARIA RODRIGUES FERREIRA:



CPF USADO DA BENEFICIÁRIA FANTASMA PERTENCE A VICENTINA ALVES DE OLIVEIRA:

CONTA FAVORECIDA EM NOME DO VEREADOR MARCELO MOURÃO:


Clique no link e veja todos os documentos:

PÓ DE GIZ

A gratificação de regência – “pó de giz”, foi uma das pautas debatidas na sessão. O requerimento apresentado pelo vereador Marcelo Mourão, foi votado na câmara dia 21 de setembro, e teve aprovação de todos os vereadores.

Clique no link e veja o requerimento na íntegra:

Na avaliação do presidente Dênis Mourão, a sessão transcorreu de forma tranquila e positiva. O parlamentar comemorou o plenário cheio e sobre a abertura de CPI, o edil é totalmente a favor das investigações. “Dênis ressalta transparência em sua gestão e procura presidir as sessões de acordo com o regimento interno da casa, concluiu o vereador”.

Carlos Moreira é radialista
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.