quinta-feira, 7 de setembro de 2017

AL aprova proposta para concessão de oito dias de licença ao servidor que doar médula óssea


Projeto de indicação de autoria do deputado Audic Mota, que prevê a concessão de oito dias de licença ao servidor estadual doador de medula óssea, foi aprovado nesta quarta-feira, 6, pela Assembleia Legislativa. A proposta segue para o governador Camilo Santana avaliar sua apresentação na forma de projeto de lei, alterando o Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado..

Segundo o parlamentar, o objetivo é incentivar o grande contingente de servidores à doação de medula, concedendo licença para sua recuperação clínica, após o o procedimento cirúrgico e o necessário período de repouso.

No Brasil, o número de doadores de medula óssea cresce a cada ano, e o país ocupa, hoje, o terceiro lugar no mundo. No entanto, a nossa diversidade étnica acaba dificultando encontrar doadores compatíveis.

Para ser doador de medula óssea, a pessoa deve ter entre 18 e 55 anos e estar com boa saúde. A doação consiste em um pequeno procedimento cirúrgico, realizado em centro cirúrgico e sob anestesia, exigindo de internação por um período mínimo de 24 horas. É comum o doador retornar às suas atividades depois da primeira semana.
Fonte: Blog do Roberto Moreira
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.