quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Banda de Música Joaquim Catunda Sobrinho retoma suas atividades de ensaios em Ipueiras


Fundada no ano de 2002 e regulamentada pelas Leis Municipais nº 541/2002 e nº 915/2017, a Banda Municipal Joaquim Catunda Sobrinho hoje mantém 36 jovens bolsistas integrados no projeto cultural musical do município de Ipueiras.

Hoje aos seus 15 anos, retoma suas atividades de ensaios após alguns meses parada para reestruturação interna e realização de novo processo seletivo de admissão para bolsistas.

Este patrimônio cultural do município de Ipueiras carrega em seu tempo de existência anos gloriosos e projetos que marcaram o coração dos munícipes, a exemplo da Retreta do Fim de Tarde, onde ensaios abertos em locais públicos ao entardecer embalavam multidões.

Regida pelo Maestro Rafael Alves, a BMJCS encontra a seu favor novamente uma gestão municipal comprometida com a cultura e que busca apoiar e perpetuar as práticas artísticas de Ipueiras. Sob seu comando jovens buscam contribuir para a música dos Sertões de Crateús como também absorver conhecimentos. Para o Maestro “A banda representa a cultura musical de nossa terra. É educação e cultura. A música é a manifestação dos diversos afetos da nossa alma mediante o som”.

O Projeto da Banda de Música tem como finalidade cooperar com a divulgação e democratização da cultura musical do município de Ipueiras, oferecer formação musical, promover entretenimento para a comunidade e despertar nos jovens a sua importância social, aprendendo também ensinamentos éticos e noções de direitos e deveres.

Confira o vídeo do ensaio da Banda de Música Joaquim Catunda Sobrinho:


Pedro Emmy é jornalista
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.