quarta-feira, 28 de junho de 2017

Governador envia Mensagem que propõe implantação da Universidade Aberta do Brasil no Ceará


O governador Camilo Santana enviou à Assembleia Legislativa uma Mensagem que propõe a implantação do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) no Ceará, voltado à oferta de cursos e programas na modalidade à distância, com a criação e manutenção de Polos de Apoio Presencial. O projeto está tramitando na Casa Legislativa e deve ser votado nesta semana.
“Sabemos que somente propiciando uma educação de qualidade para a nossa população é que conseguiremos alcançar cada vez mais um melhor desenvolvimento do nosso país. A Universidade Aberta do Brasil surge como uma oportunidade de os cearenses terem acesso a um curso superior público, totalmente gratuito e de alta qualidade, sem precisar se deslocar da cidade. Trata-se realmente de um grande benefício para o nosso povo”, disse o chefe do Executivo.
Os Polos de Apoio Presencial, vinculados à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), caracterizam-se como unidades educacionais voltadas para o desenvolvimento da modalidade de educação à distância, com a finalidade de expandir e interiorizar a oferta de cursos e programa de Educação Superior no âmbito estadual, nos quais deverá haver carga horária presencial mínima, conforme a regulamentação junto ao Ministério da Educação (MEC).
O Governo do Ceará, através da Secitece, firmará acordos de cooperação técnica e convênios com universidades públicas credenciadas e autorizadas pelo MEC para ofertar cursos ou programas na modalidade à distância, ficando tais universidades responsáveis por administrar esses cursos, ficando responsável pela manutenção da infraestrutura física e de recursos humanos.
São intuitos dos Polos Universidade Aberta do Brasil no Ceará: oferecer prioritariamente cursos de licenciatura e de formação inicial de continuada para professores da educação básica; oferecer cursos superiores para capacitação de dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica; oferecer cursos superiores nas diferentes áreas do conhecimento; ampliar o acesso à educação superior pública; fomentar o desenvolvimento institucional para a modalidade de educação à distância, bem como, a pesquisa em metodologias inovadoras de ensino superior apoiadas em tecnologia de informação e comunicação; entre outros objetivos. 
Fonte: Governo do Estado
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.