quinta-feira, 25 de maio de 2017

PT incendeia ministérios com ajuda de centrais sindicais para intimidar Gestão Temer


As sedes de dois Ministérios foram incendiadas, na tarde desta quarta-feira (24), durante uma tentativa de intimidar o presidente Michel Temer (PMDB) e provocar a sua renúncia. O peemedebista, em resposta ao protesto, decretou a convocação do Exército e da Força Nacional para reprimir os ataques a prédios públicos e, cumprindo a decisão, 1.200 militares foram enviados à Esplanada dos Ministério.

“Uma manifestação que estava prevista como pacífica degringolou na violência, no vandalismo, na agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas, muitas delas servidores que se encontram aterrorizados, dos quais garantimos a evacuação dos prédios. O senhor presidente da República solicitou, a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, uma ação de garantia da lei e da ordem. Nesse instante, tropas federais se encontram nesse Palácio, no Palácio do Itamaraty e logo mais estão chegando tropas para assegurar que os prédios dos ministérios sejam mantidos. O presidente faz questão de ressaltar é inaceitável a baderna e o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar os processos que se desenvolvem de forma democrática e com respeito às instituições”, afirmou o ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS), há poucos minutos.

A assinatura do decreto,  foi anunciada em pronunciamento do ministro da Defesa, Raul Jungmann, no Palácio do Planalto, e causou mais um tumulto no Congresso Nacional. Deputados federais governistas e oposicionistas iniciaram um empurra-empurra após desentendimento entre Glauber Braga (Psol) e Darcísio Perondi (DEM).
Fonte: cearanews7
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.