segunda-feira, 22 de maio de 2017

Manoel Dias, exemplo de homem público


No dia 22 de Maio de 1922 nascia um político a quem homenagearemos pelo transcorrer do seu natalício. O dentista prático Manoel Cavalcante Dias que soube legar às gerações vindouras  o exemplo de como tratar a coisa pública, a prática política voltada para o bem estar da população, sobretudo os mais carentes. O sonho de fazer Ipueiras encontrar de uma vez por todas uma identidade desenvolvimentista, pujante aconteceu em 1966 quando elegeu-se prefeito em 15 de novembro. A posse aconteceu em 15 de abril de 1967, substituindo Antônio Luciano Bonfim.

O crateuense radicado em Ipueiras, era filho de Joaquim Dias Martins e Francisca Cavalcante Martins. Manoel Dias exerceu sua profissão de dentista prático com muita dignidade e profissionalismo, atendendo, além de Ipueiras, os municípios de Poranga e Hidrolândia. Foram mais de 40 anos dedicados a profissão no qual ele abraçou com tanta presteza e competência.

Carteira de Identidade de Manoel Dias
Se apaixonou pela filha do professor e tabelião da cidade, Dario Catunda Fontenele. O enlace matrimonial com Maria Inocência Fontenele (Dona Lasinha) aconteceu no dia 1 de outubro de 1949. Construiu uma família unida, determinada e trabalhadora. Pai de Maria de Fátima, Eugênio Pachelli, Francisca Dias, Francisco Fontenele e Maria do Carmo, Manoel Dias criou seus 5 filhos com base nos ensinamentos da igreja católica, tornando-os homens e mulheres de bem.

Como Chefe do Executivo implantou a telefonia em Ipueiras, sendo o maior marco de sua gestão. O equipamento facilitou a comunicação entre os distritos a sede e o vizinho município de Ipu. Em 1968, o prefeito proporcionou as famílias ipueirenses um grande beneficio ao desenvolvimento da cidade. Construiu um obelisco ao lado da praça da Igreja Matriz e inaugurou a televisão pública que durante muitos anos contagiou à todos que iam ao local para ver a sua programação favorita. 

Em 1982 elegeu-se novamente prefeito, tomando posse em 15 de fevereiro de 1983. A sua segunda gestão ficou marcada pelas obras desenvolvimentistas  no município. Mercado público, Câmara dos Vereadores, Galpão da Farinha, Ginásio Arimatea Catunda, Sede da Teleceará, Açude Mourão no distrito de Gázea e a construção de mais de 130 escolas se destacaram em seu governo. 

Cartaz da campanha de 1982
O seu legado é resultado de ações que foram realizadas por uma melhor qualidade de vida em Ipueiras. Sua atitude afirmativa  e consciente sinalizou o posicionamento crítico e político no qual buscamos nos espelhar.

Manoel Cavalcanti Dias nos deixou em 22 agosto de 1994, aos 72 anos – legando-nos a base da força moral para o combate em pequenas e grandes causas. Por toda essa trajetória é que reconhecidamente o homenageamos. 

Ouça as propostas de Manoel Cavalcante Dias na propaganda eleitoral gratuita no rádio em 1992:


Carlos Moreira é radialista 
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.