sábado, 30 de março de 2013

Conta Gotas - Lúcio Albuquerque / Rondônia


REFLEXÃO DE PAIS E ESCOLAS
A maneira como uma escola entregou uma criança a uma mulher que se apresentou, por telefone, como madrinha, e depois matou o menino, deve levar todo sistema educacional, especialmente os que atuam até à 6ª série, desde a creche, a repensar suas ações de defesa de suas crianças. E aos pais também, para que só admitam saída com autorização expressa deles, e por escrito.
UM MINISTÉRIO A MAIS
No tempo da ARENA, os adversários da CBF – e críticos do governo -  diziam que o inchaço dos participantes do Campeonato Nacional era gerado pela ARENA: Onde a ARENA vai mal, um time no Nacional.era o slogan. E agora, com a criação do 39º ministério, apenas para agradar ao PSD, também diremos quando a base do governo estiver ruim, um ministério a mais?
HISTÓRIA
Está certo, alguns leitores vão querer me criticar por lembrar a data, mas quando se trata de fato histórico não há como fugir. Neste domingo, 31 de março, completam 49 anos da fuga de João Goulart, deixando a Presidência da República acéfala e data em que se iniciou o período de presidente militares.
Interessante que muitos dos que hoje criticam, nem todos, claro, tiveram benefícios para suas famílias. Houve excessos, não há como negar, mas os houve dos dois lados.
ENTUSIASMADA
A presidente da Fundação Cultural de Porto Velho, Jória Lima, está entusiasmada com a possibilidade de ampliar o leque de ações do órgão, atingindo áreas novas, buscando a que a citação “cultura” alcance novos parâmetros.
CONTRAPONTO
O IBOPE – sempre ele, claro – diz que a presidente está com 76% de popularidade. Em contraponto o preço da comida subiu de forma geométrica e cada dia fica mais caro sobreviver. Como o IBOPE já teve várias, e muitas, pesquisas desacreditadas pela realidade, não será novidade caso daqui a pouco o instituto venha a pedir desculpas, mas aí, como das outras vezes, o estrago já terá sido feito. E a fatura paga. 
Inté outro dia, se Deus quiser!

José Lúcio Cavalcante de Albuquerque. É presidente da Academia de Letras de Rondônia. Ex-editor dos jornais Tribuna, Alto Madeira, e com passagens em outras publicações como o Estadão do Norte, Lúcio Albuquerque, egresso da imprensa amazonense, tem projeção nacional, desde a década de 80, quando foi correspondente do Estadão de São Paulo.
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.