domingo, 3 de fevereiro de 2013

José Aldo demole Frankie Edgar aos poucos e mantém o título dos penas

Regi - Amazonas Em Tempo

Se alguém tivesse buscado na etimologia dos nomes dos protagonistas da superluta pelo cinturão dos pesos-penas do UFC uma pista para quem seria o vencedor do combate entre o campeão da categoria, José Aldo, e o desafiante, Frankie Edgar, provavelmente teria assistido ao duelo com a certeza de quem teria o braço levantado pelo árbitro Steve Mazzagatti. "Aldo" significa "nobre", e o número de destino dos que carregam esse nome é "4". Coincidentemente, esta foi a quarta luta do campeão pelo UFC.

Premonitoriamente, os "Aldos" estão fadados a "enfrentar limitações e restrições bem definidas. Sua poderosa força de vontade e determinação, juntamente com sua imaginação criadora, permitem ultrapassar os obstáculos e alcançar o sucesso.

A luta é sempre um estímulo." Estimulado pelo desafio de encarar o ex-campeão dos pesos-leves, o brasileiro aproveitou o que seu nome o reservou e manteve seu cinturão com uma vitória clara por decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46 e 48-47), impondo ao americano a primeira derrota na nova categoria de peso. Só para constar, "Edgar" significa "inteligente, movido pela razão, mas precisa controlar o nervosismo". O número? "3". Coincidência ou não, essa foi a terceira derrota seguida do americano - havia perdido duas vezes seguidas para Ben Henderson.

Fonte: G1
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.