sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

“Este Produto É Brother” leva consumidores para conhecer a casa do Big Brother Brasil - Por Elaine Moreira / S. Paulo


Os consumidores de todo o Brasil estão mais próximos de conhecer a casa mais famosa do país. Entra no ar esta semana uma megapromoção “Este Produto É Brother”, que levará dez felizardos para passar dois dias na casa do Big Brother Brasil após o término do programa. Durante o reality show relâmpago, os dez concorrentes participarão de uma prova, cujo vencedor levará o prêmio de R$ 500 mil.

Para participar da promoção é bastante simples. Os interessados devem cadastrar no site
http://www.produtobrother.com.br/ seus dados pessoais mais os códigos de barras de três produtos, dos 12 envolvidos na promoção (Always, desodorantes e produtos pré e pós-barba Gillette, Duracell, Hipoglós Amêndoas, Koleston, Mach3, Oral B, Pantene, Pastilhas Vick, Prestobarba e Pringles).

Os dez participantes serão sorteados em quatro dias diferentes. Os felizardos, além de passar dois dias na casa, irão ao Rio de Janeiro com tudo pago para participar da platéia de uma das eliminações do BBB10. Os participantes da promoção “Este Produto É Brother” irão, ainda, fazer o câmera cross para conhecer os bastidores do que rola na casa e almoçarão com o eliminado da semana.

Para saber mais sobre o andamento da promoção e acompanhar o quê rola na casa após o BBB, basta acessar o site da Globo.com.

Elaine Moreira é assessora de comunicação da Ketchum Estratégia

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Frase do dia
"É tão vergonhoso, é tão escandaloso, e eu fico numa indignação, eu fico numa vergonha. Meu Deus do céu, como pode chegar nisso aí?"

Joaquim Roriz, ex-governador do Distrito Federal, sobre o escândalo do mensalão do DEM

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Foto do dia


Recém -nascidos posam em novo livro de irmãs fotógrafas

Duas irmãs fotógrafas americanas estão lançando um livro com imagens de bebês recém-nascidos fazendo 'poses'.

O livro de Tracy Raver e Kelley Ryden, chamado Sleeping Beauties: Newborns in Dreamland ("Belezas Adormecidas: Recém-nascidos na Terra dos Sonhos", em tradução livre), apresenta fotos de bebês de 5 a 10 dias de vida, fase em que estão mais "flexíveis" para ficar em poses.

O livro será lançado em abril.

Big Brother Brasil - Por Antonio Barreto / Salvador


Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

Há muito tempo não vejo
Um programa tão ‘fuleiro’
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.

Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, ‘zé-ninguém’
Um escravo da ilusão.

Em frente à televisão
Lá está toda a família
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme ‘armadilha’.

Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.

O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.

Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.

Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.

Respeite, Pedro Bial
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Dá muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.

Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social
Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério – não banal.

Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os “heróis” protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.

Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.

Talvez haja objetivo
“professor”, Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos “belos” na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.

Se a intenção da Globo
É de nos “emburrecer”
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.

A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa
NaçãoEu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.

E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.

E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados
Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.

A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.

Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual..

Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?

Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal…
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal…

FIM

Antonio Barreto é cordelista

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

O nordeste amanhã - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza
Pela web, sondam-me sobre "chapa puro sangue" da social democracia para as eleições a presidente. E o sentimento a me acudir é o da nordestinidade, maior cá entre nós, diz-nos Roberto Freire. Isso me faz voltar aos anos 80 quando para cá trouxemos Celso Furtada a nos falar, na UFC, das perspectivas para a região, e após retorno para lastrear os "ideais do CIC" em seu "projeto das mudanças".

Palestra à mão, alguns tópicos rápidos a me chamar a atenção: "Um dos motivos da criação da Sudene foi dotar a região de um instrumento que lhe permitisse participar eficazmente dos centros formuladores da política econômica e financeira do País. Essa, a razão por que o seu superintendente era membro de pleno direito, em meu tempo, daquilo que hoje se chama o Conselho Monetário Nacional".

Sobre as secas: "Nada é mais importante para o desenvolvimento do Nordeste do que o aumento da resistência da região aos efeitos das secas (...), parte da realidade nordestina, como as neves perenes são parte do mundo dos esquimós".

Sobre o desenvolvimento: "O que caracteriza o desenvolvimento é o projeto social subjacente. Quando o projeto social dá prioridade dá efetiva melhoria das condições de vida da maioria da população, o crescimento se metamorfoseia em desenvolvimento".

Da conclusão da palestra, pinçamos: "À Sudene deveriam ser restituídas suas prerrogativas originais de órgão que assessora o Presidente da República e o Congresso Nacional no mais alto nível" (...) deixaremos de ser vistos com complacência e (...) cumprir nossa missão na obra histórica de reconstrução que temos pela frente.

Texto publicado originalmente no jornal O Povo, de Fortaleza.

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Frase do dia
"Não exercemos nenhum controle sobre os meios de comunicação e não vamos exercer. Não tem razão para isso. Temos um forte compromisso com a democracia."

Marco Aurélio Garcia, assessor especial de Lula

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Minha casinha amarela - Por Dalinha Catunda / Rio de Janeiro


Foto: Dalinha Catunda

Amigo, você está vendo,
Esta casinha amarela?
Muitos anos eu passei
Feliz, morando nela.
Minha mãe já está velhinha
Mas vive na mesma casinha
E meu pai vive com ela.

Foi ali que dona Neuza,
Criou os oito filhos dela.
Assoprando seu fogão,
Atiçando as panelas.
Apesar das dificuldades,
Era bem maior a felicidade
Do que as ditas mazelas.

Meu pai Expedito Catunda,
Seveeeero cuidava das crias.
Só mulheres, eram três,
E todas três eram Maria
Rosina, Dalinha e Déia,
E quando entravam na peia,
A vizinhança inteira ouvia.

Os Homens eram cinco,
E eu achava tão bonito,
A casa cheia de irmãos:
Eduardo, Cesar e Dito,
E ainda tinha no time,
Tony Aragão e Nelito.

Confesso sinto saudades,
Da casa, hoje amarela.
É minha casa da infância.
Mocidade eu passei nela.
Hoje sou somente visita
E o pranto turva-me a vista,
Ao ver minha casa singela.

Minha casinha singela,
Não sai do meu coração.
È uma casinha Amarela
Encravada lá no sertão.
Na cidade de Ipueiras
Tá minha morada primeira
Meu recanto de Emoção.

Amigo, você esta vendo
Esta mulher no portão?
De braços abertos pra vida,
É a poeta Neuza Aragão!
Esta casinha é tão bela,
Porque na frente tem ela,
Feito um anjo guardião.

Dalinha Catunda é escritora e natural de Ipueiras, Ceará
Foto do dia


(Foto: Gabriel de Paiva / O Globo)


O choro do carnavalesco campeão

O Carnavalesco Paulo Barros, que se manteve impassível durante toda a apuração do Carnaval não resistiu à emoção e se derramou em lágrimas após dar entrevistas já como campeão de 2010 pela Unidos da Tijuca.

Frase do dia
"A imagem que tenho de mim é a da coerência, e a do governo, de estar, pela primeira vez na história, trabalhando para toda a população, especialmente para os 2/3 dos brasileiros que sempre estiveram à margem das políticas públicas."

Lula, em seu coluna semanal publicada por mais de 100 jornais

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Charge da semana


Lézio Jr. - Diário da Região (SP)

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Resultado do Concurso Tim Lopes será divulgado no dia 8 de Abril - Por Viviane Danin / Brasília



Estão encerradas as inscrições para o V Concurso Tim Lopes de Investigação Jornalística. Nesta edição alcançamos a marca de 122 projetos inscritos sendo 77 projetos de jornalistas brasileiros, 27 propostas da Argentina, 13 propostas do Uruguai e 5 do Paraguai.

O V Concurso Tim Lopes é resultado de uma parceria entre ANDI, Childhood Brasil - Instituto WCF e Save The Children Suécia e conta com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), da Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Nesta edição, a grande novidade foi a expansão da iniciativa para os países do Mercosul. Os jornalistas de língua espanhola concorrem em três categorias (Impresso, TV e Rádio).

A reunião do júri oficial do Concurso Tim Lopes acontece em São Paulo no dia 6 de abril para decidir os oito projetos (cinco do Brasil e três do Mercosul) selecionados para receberem apoio técnico e financeiro para a viabilização das reportagens. O resultado final com o nome dos vencedores será divulgado no dia 8 de abril.


Viviane Danin
Frase do dia
"A convivência com a ministra [Dilma] tem sido altamente produtiva, frutífera e boa para Porto Alegre."

José Fogaça, do PMDB, candidato ao governo do Rio Grande do Sul e tido até outro dia como aliado da candidatura de José Serra à sucessão de Lula

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

A Corujinha - Caburé e a baladeira - Por Dalinha Catunda / Rio de Janeiro


No interior ainda é comum ver crianças com suas baladeiras atirando em aves e animais.

A baladeira é uma arma artesanal, conhecida também como estilingue, atiradeira. Ela é feita com uma pequena forquilha, onde se amarram tiras de borracha a cada lado. Essas tiras, por sua vez, são amarradas a um pequeno pedaço de couro furado dos dois lados.

O que para as crianças do interior é apenas um atraente brinquedo, na verdade, é fatal para nossas aves que muitas vezes são mortas apenas pelo prazer da diversão.

Passeando pelas veredas de meu sitio, deparei-me com um lindo par de olhos tristes, porém lindamente reluzentes que pareciam pedir-me socorro.

Agachei-me e segurei nas mãos uma linda corujinha-caburé, que não ofereceu resistência. É lógico que em outra situação seria diferente, pois esse tipo de ave é bastante agressiva.

Percebi que a linda corujinha-caburé, dona de belos olhos amarelos, estava ferida. Levei para o alpendre e com a ajuda de Edgar, um bom menino que adora preservar a natureza, cuidamos da corujinha que em pouco tempo voltou ao seu habitat.

A corujinha-caburé se destaca por seus vôos e cantos específicos. Tanto age tanto na calada da noite como no decorrer do dia. Alimenta-se de outras aves, insetos, lagartos e pererecas contribuindo para equilíbrio ecológico.

Enquanto crianças carentes de orientação caçam por mero prazer, a corujinha-caburé caça apenas para alimenta-se.

Dalinha Catunda é escritora e natural de Ipueiras, Ceará

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Nova Schin é a cerveja oficial do carnaval de S.Paulo - Por Fernanda Grilo / S. Paulo


Reconhecida como a cerveja dos carnavais do Brasil, a Nova Schin amplia sua atuação e torna-se a patrocinadora dos desfiles das escolas de samba da capital paulista em 2010.

Após comemorar 10 anos de patrocínio do carnaval de Salvador e o crescimento de sua presença na Marquês de Sapucaí, a Nova Schin amplia sua atuação na maior festa do País e torna-se a cerveja oficial do Sambódromo do Anhembi, em São Paulo.

O patrocínio contempla o desfile das escolas de samba do Grupo Especial, que acontece nos dias 12 e 13 de fevereiro (sexta-feira e sábado). A marca estará exposta de forma privilegiada nos principais espaços do Sambódromo e terá venda exclusiva nos bares do local.

Outra ação de marketing do Grupo Schincariol, que contempla o carnaval paulistano, é a parceria com a TV Globo na transmissão da maior festa do Brasil. A Nova Schin é a cerveja oficial da cobertura realizada pela rede de televisão em todo Brasil.

Em São Paulo, a Nova Schin patrocina também três escolas de samba, Império da Casa verde, Leandro de Itaquera e Tom Maior. A ação contempla venda exclusiva também de Água Schin e Schin Refrigerantes nos barracões e investimento nos desfiles das agremiações.

Cerveja oficial do Sambódromo

O Grupo Schincariol renovou o acordo com a Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro - Liesa. A empresa patrocina também as escolas de samba Unidos da Tijuca, Portela e Mocidade Independente de Padre Miguel.

O Carnaval de Salvador é patrocinado pela Nova Schin há dez anos. Durante os anos de patrocínio ao carnaval de Salvador, a cerveja Nova Schin só aumentou sua participação na festa. Em 2005, a marca assinou contrato com Ivete Sangalo, que se tornou a musa oficial da cerveja nas campanhas de carnaval.

Fernanda Grilo é jornalista

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Frase do dia
"Comparar, sim, se não comparar fica difícil. Vamos discutir quem fez o quê. E quem fará o que. Agora, nós não temos problema nenhum com comparação sabe por quê? Estamos vendo os dados."

Dilma Rousseff

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

SUS oferece duas novas vacinas para seis milhões de crianças - Por Andre Ziller / Brasília


Duas novas vacinas serão incluídas no calendário básico de vacinação disponível na rede pública de saúde: a pneumocócica 10-valente e a anti-meningococo C. A primeira será oferecida a partir de março em todo o território nacional e protege contra a bactéria pneumococo, causadora de meningites e pneumonias pneumocócicas, sinusite, inflamação no ouvido e bacteremia (presença de bactérias no sangue), entre outras doenças. A segunda será aplicada a partir de agosto e imuniza contra a doença meningocócica.

Nos primeiros 12 meses após a implementação, as novas vacinas serão aplicadas em crianças menores de dois anos de idade. A partir de 2011, elas farão parte do calendário básico de vacinação da criança específico para os menores de um ano. Depois de cinco anos do início dos novos programas de vacinação, em 2015, a previsão é sejam evitadas cerca de 45 mil internações por pneumonia por ano em todo o Brasil. Com isso, a média dessas internações por ano cairá de 54.427 para 9.185, uma redução de 83%.

“As inclusões das vacinas são um grande avanço para a saúde pública brasileira. Os imunizantes vão proteger a população contra doenças de grande e vão contribuir para a redução da mortalidade infantil e para a melhoria da qualidade de vida do brasileiro”, afirma o diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério, Eduardo Hage.

DOENÇAS– Principal causa de meningite bacteriana no Brasil, a doença meningocócica pode se manifestar como uma inflamação nas membranas que revestem o cérebro (meningite) ou como uma infecção generalizada (meningococcemia), que pode levar rapidamente à morte. Entre 2000 e 2008, o número de casos da doença caiu de 4.276 para 2.648, uma redução de 38% (veja quadro abaixo). No mesmo período, o número de mortes por essa enfermidade caiu 47%, de 777 para 412. Essa redução pode ser atribuída à menor circulação do meningococo do sorogrupo B, uma vez que, entre 2001 e 2009, os 20 surtos de doença meningocócica no país tiveram como responsável o meningococo C.

O pneumococo, por sua vez, é a segunda maior causa de meningites bacterianas (pneumocócicas) no Brasil. Entre 2000 e 2008, manteve-se a média anual de 1.250 casos de meningite pneumocócica e de 370 óbitos por ano (veja quadro abaixo). O pneumococo também é o principal agente causador de pneumonias em todas as faixas etárias. O número de internações no SUS por essa doença caiu de 950.162, em 2000, para 695.622, em 2008 – redução de 26,8%.

INVESTIMENTO –Para a aquisição das duas vacinas em 2010, o Ministério da Saúde investirá R$ 552 milhões. Desse total, R$ 400 milhões serão destinados para 13 milhões de doses da vacina pneumocócica e R$ 152 milhões para 8 milhões de doses da meningocócica. As doses são suficientes para imunizar 6 milhões de crianças menores de dois anos de idade. O Ministério também vai comprar diretamente 13 milhões de seringas e agulhas, com investimento de R$ 1,4 milhão, para a aplicação da vacina pneumocócica.

Com o investimento, o Ministério alcança a meta do Programa Mais Saúde de introduzir duas novas imunizações no calendário básico, um ano antes da data prevista, 2011.

TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA – O secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Reinaldo Guimarães, explica que as vacinas serão adquiridas diretamente de laboratórios nacionais. A pneumocócica será comprada do Laboratório Bio-Manguinhos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), graças a um acordo de transferência de tecnologia assinado entre o Ministério e o laboratório inglês Glaxo Smith Kline (GSK) no ano passado.

Já um acordo de transferência de tecnologia firmado também em 2009 entre a Fundação Ezequiel Dias (Funed), o governo de Minas Gerais, e a companhia farmacêutica suíça Novartis permitirá a compra da vacina pneumocócica diretamente da Funed. “Isso demonstra a vontade do SUS de aprimorar as ferramentas de prevenção e tratamento a serviço da população. São vacinas modernas e é muito importante que os laboratórios nacionais dominem essa tecnologia”, avalia o secretário.

Além desses contratos de transferência de tecnologia, nos últimos cinco anos, o Brasil começou a produzir vacina contra a gripe sazonal, contra o rotavírus humano e a tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba). Essas três vacinas responderam por 28,6% da produção nacional em 2008.

CALENDÁRIO BÁSICO – Com a introdução das vacinas, o Calendário Básico de Vacinação do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério passará a ter 13 tipos de vacinas para proteger contra 19 doenças (veja quadro abaixo). Além disso, a oferta total do PNI, considerando as imunizações especiais, passa a ser de 28 tipos de vacinas (nacionais e importadas). O número é 30% maior que em 2002, quando eram oferecidos 18 tipos. O crescimento deve-se principalmente ao investimento do país para desenvolver novas vacinas e ao aumento da capacidade de produção nos últimos anos.

Para se ter ideia, o investimento brasileiro em pesquisas para o desenvolvimento e aprimoramento de vacinas aumentou mais de 1.216% em cinco anos. Em 2003, o governo federal investiu R$ 1,6 bilhão em estudos na área. Esse número saltou para R$ 21 bilhões em 2008. São recursos do Ministério da Saúde, com contrapartida de órgãos do governo de fomento à pesquisa – como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), UNESCO e fundações estaduais de apoio à pesquisa.

Novo Calendário Básico de Vacinação depois da inclusão da pneumocócica 10-valente e anti-meningococo C

1.BCG (contra tuberculose)
2.Vacina contra hepatite B
3.DTP (contra difteria, tétano e coqueluche)
4.DTP+Hib (contra difteria, tétano e coqueluche e infecções por Haemophilus influenzae tipo B )
5.DT (dupla adulto – contra difteria e tétano)
6.Vacina Hib (infecções por Haemophilus influenzae tipo B)
7.Vacina contra poliomielite
8.Vacina contra rotavírus
9.Vacina contra febre amarela
10.Tríplice viral (contra caxumba, rubéola e sarampo)
11.Vacina contra Influenza (gripe)
12.Vacina Pneumocócica (contra meningites bacterianas, pneumonias, sinusite, inflamação no ouvido e bacteremia)
13.Vacina anti-meningocócica (contra doença meningocócica)

ESQUEMA BÁSICO DE VACINAÇÃO

Pneumocócica 10-valente
Crianças menores de 1 ano.
Esquema Vacinal: Serão ministradas 3 doses + 1 reforço no primeiro ano de vida da criança. Para o ano da implantação, haverá um esquema especial, no qual crianças de 12 meses a 24 meses de idade não vacinadas anteriormente receberão a imunização.

Meningocócica C
Crianças menores de 1 ano.
Esquema Vacinal: Serão ministradas 2 doses + 1 reforço no primeiro ano de vida da criança. Para o ano da implantação, haverá um esquema especial, no qual crianças de 12 meses a 24 meses de idade não vacinadas anteriormente receberão a imunização.

Andre Ziller é jornalista
Frase do dia
"Eu posso falar coisas que o PT não pode. Até porque as bases da aliança PT-PMDB não permitem. Não aguenta falar porque a moral dessa aliança é um roçado de escândalo. Não tenho que fazer homenagem ao (ex-governador Orestes) Quércia (PMDB-SP), como o Serra, e não tenho que fazer homenagem ao (senador) Renan Calheiros (PMDB-AL), como a Dilma."

Ciro Gomes (PSB-CE), aspirante a candidato à sucessão de Lula

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Aluno da Educação a distância conquista a maior nota nacional no Enade - Por Regiane Silva
O instrutor e consultor na área de calçados, Antônio Edijalma Rocha Junior, aluno do curso a distância de Tecnologia em Gestão da Produção Industrial do Grupo Educacional UNINTER (Fatec Internacional), do Polo de Apoio Presencial de Jaú – SP, teve a maior nota no último Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Ao todo, alunos de mais de 40 instituições de educação presencial e a distância (Privada, Pública e Federal), realizaram o exame.

Com a nota de 80,3, Rocha Junior conseguiu a maior pontuação nacional, a média foi 45. “O Enade faz sorteios entre alunos iniciantes e concluintes para a realização da prova e, quando fui escolhido, soube somente com três meses de antecedência. Tive uma preparação muito boa pela faculdade. Esse resultado mostra que a educação, seja ela presencial ou a distância, traz resultados quando é bem executada”, explica.

O histórico com o resultado da média nacional, estadual e particular é enviado diretamente ao aluno. Após receber o histórico, Rocha Junior entrou em contato com a Faculdade para saber a documentação necessária para solicitar bolsa de estudos. “Fui até o meu Polo de Apoio Presencial para dar entrada no pedido de bolsa. Agora, pretendo cursar uma pós-graduação em Engenharia da Produção, com duração de um ano, também a distância, pelo UNINTER”.

ENADE

Os alunos que ingressaram em cursos superiores com a modalidade de Educação a Distância têm mostrado melhor desempenho do que os estudantes que fazem o mesmo curso da maneira tradicional, segundo os primeiros resultados do Enade (exame do MEC que avalia o ensino superior). Um levantamento feito pelo Inep (órgão de avaliação e pesquisa do MEC) aponta que os alunos de cursos a distância se saíram melhor em 7 das 13 áreas onde essa comparação é possível.

Regiane Silva é jornalista

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Nordestinidade - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza
Na Assembleia Legislativa do Ceará, ouço de deputado federal a observação de que aqui somos, entre os da região, o estado que mais tem o sentimento de nordestinidade.

Por instantes, isso me leva aos anos 80 quando para cá trouxemos Celso Furtado então retornado da Europa para que nos falasse sobre as perspectivas que tínhamos para a região .

O auditório Castelo Branco tornou-se pequeno para tanta ocorrência, aos gritos "concha-concha-concha" de ávida busca de vias contra o arbítrio. Celso aceitaria antes passar pelo Centro Industrial do Ceará, para breves palavras no vácuo de palestrante não vindo. Depois, voltaria para estar com "os então jovens empresários", e discorrer sobre "Dos ideais do CIC a uma prática de governo."

Novo ciclo. Tal ideário esgota-se: "Eu considero que são 15 anos. O ciclo de Vargas fora 15 anos (...) O próprio ciclo da República, da Constituição de 1946, durou de 1946 até 1964: 18 anos". Ouço de Gonzagão e Zé Dantas (médico) as admoestações após seca dos anos 50: "Mas doutor uma esmola para um homem que é são ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão". Ou, na versão, da CNBB: o "clientelismo governamental" distorcendo a "bolsa família" na busca da droga, da violência e do crime.

Algum tempo atrás, participo, a convite de Rosa Furtado, presidente Cultural do Centro Internacional Celso Furtado, e de Robert Smith (BNB). Em novo ciclo, a Região hoje busca um novo Nordeste. Persiste-lhe, porém, recobrado, o mesmo norte: "Quando o projeto social dá prioridade à efetiva melhoria das condições de vida da maioria da população, o crescimento se metamorfoseia em desenvolvimento". Norte que nos seduzirá aos muitos que agora perseguimos a metamorfose feito estrela na Região e no País. Assim seja!

Texto publicado originalmente no jornal O Povo, de Fortaleza.

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).