terça-feira, 12 de outubro de 2010

Que País é este? - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza

Pela manhã, nos jornais cearenses que assino, o impacto da manchete: “Casal de empresários é morto em casa de praia”. Chocado, absorvo a matéria em seus detalhes, perplexo ante o crime.

Nas revistas que me chegam, o crime em detalhe de Bruno, goleiro do Flamengo, levado afinal à prisão. Na Internet, são cada vez mais frequentes as listas dos “fichas sujas”, num apelo aos eleitores para que lhes neguemos o voto. Entre educadores, cresce a intensidade dos bullyings – as violências físicas ou verbais, mais frequentes, a cada ano, em nossas escolas.

Em meio a tudo isso, eis que, em minha conta bancária, sou surpreendido com a notória agressão, vítima eu a sofrer de estelionato: “Artigo 171 do Código Penal – Obter para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento”.

No caso, constato, em minha conta bancária, o lançamento, numa única data, de sete débitos supostamente autorizados por mim.. Tudo em favor de Associação de Servidores Públicos Federais, estranhamente localizada em São Luiz, no Maranhão. Agora exige o banco, que me tem como “cliente desde 3/1991”, seja eu quem tenha de provar não haver contraído o estranho débito... Deverei registrar a queixa num Boletim de Ocorrência (BO), só após o que terei crédito...

Queixas assim, ouço-as de colegas e amigos, com contas no mesmo e em outros bancos. E, cada vez mais, relembro o refrão de Fitzgerald, repisado, em meus tempos de faculdade, pelo escritor e professor Moreira Campos: “Drama social algum é maior que minha dor de dente”.

“Dor de dente” que terminamos por aprender a suportar. Mas isso, sem que deixemos de ora apregoar, aos quatro ventos, a indagação a nós deixada por Darci Ribeiro: “Que país é esse?”

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.