sexta-feira, 7 de maio de 2010

Uma flor de mãe - Por Dalinha Catunda / Rio de janeiro


Flor de encanto e ternura,
Coragem da mãe de Jesus
Pelo bem de cada filho
Suporta o peso da cruz.

Flor que se torna fera,
Para defender sua cria,
Às vezes desesperada,
Invoca a Virgem Maria.

Flor de palavras sábias,
Que minha vida conduz,
Do teu ventre abençoado
Vim ao mundo ver a luz.

Flor da qual eu sou fruto,
E um dia me viu crescer,
Só após ter os meus filhos
Eu passei a lhe entender.

Agradeço a minha flor,
A sua eterna dedicação.
Meu coração está repleto
De carinho e gratidão.

Dalinha Catunda é escritora e natural de Ipueiras, Ceará
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.