sábado, 1 de maio de 2010

A Ciro Gomes - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza


Pelos meios de comunicação, acompanho o lançamento das candidaturas à Presidência da República. Entre elas, a de Ciro Gomes, ora posta de lado por seu próprio partido. Conheço Ciro desde quando ele era estudante, no 1º Ciclo de Humanidades, na Universidade Federal do Ceará (UFC), por mim coordenado. Sou testemunha, desde então, de sua retórica polêmica no atrito entre as correntes várias de esquerda.

Anos depois, à frente do Departamento de Audiovisuais da Secretaria de Cultura, na gestão da saudosa Violeta Arraes, damos, Ciro prefeito de Fortaleza, com seu charme entre artistas, na VI Edição do FestRio, em Fortaleza.

Alguns anos depois, Ciro governador, volto ao cargo de pró-reitor de Extensão da UFC. É quando me vejo entre as personalidades várias de nossa sociedade, na "Operação São Tomé" com o intuito de mostrar a todos que o Canal do Trabalhador não era uma ficção, mas realidade. Sobre a visita, escrevi, no Tribuna do Ceará, artigo a se ultimar: "Pouca coisa consigo dizer, a não ser o refrão de Y-Juca Pirama: meninos, eu vi".

Já no artigo "Papo passatempo na estrada", em 9/2/2000, no mesmo jornal, registro conversa que um professor argentino e eu tivemos, no trecho entre Salvador e Feira de Santana. O professor, a exaltar qualidades e ímpetos de Ciro. Mas a lhe ponderar idade e frágil estrutura partidária, atribuindo-lhe a messiânica função de um João Batista a abrir veredas.

Desde meus tempos no Ciclo Básico, tenho admiração e respeito por Ciro Gomes. Fico, porém, a pensar se não devam ser repensadas suas qualidades e fraquezas, ele tido sempre um mero João Batista a abrir sendas aos outros. No papo do professor: "A oportunidade é um cavalo que passa selado. Pular ou não, questão de decisão". Creio que nos cabe indagar: "Papos no alongar-se da estrada ou vaticínio?" Tempo de se repensar!

Texto publicado originalmente no jornal O Povo, de Fortaleza.

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.