quinta-feira, 1 de abril de 2010

Ministério das Comunicações estabelece diretrizes para o rádio digital



Uma portaria assinada pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa, e publicada nesta quarta-feira (31/3) no Diário Oficial da União, define as diretrizes para a adoção do padrão digital de rádio no país.

No seu artigo segundo, o texto prevê que seja utilizado o mesmo padrão para ondas médias (AM) e frequência modulada (FM). O artigo terceiro estabelece os objetivos que devem ser alcançados com a digitalização do rádio.

Entre eles, estão: permitir a implantação da tecnologia digital de forma simultânea; possibilitar o desenvolvimento de novos modelos de negócios; proporcionar transferência de tecnologia e participação de universidades e centros de pesquisa brasileiros no processo de melhoria do sistema; e incentivar a indústria; e incentivar a indústria regional e local na produção de equipamentos e serviços digitais. Para o presidente da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), Daniel Slaviero, "a decisão significa mais um passo dado no processo de transição tecnológica, o que permitirá às emissoras de rádio ingressar na era digital".

Slaviero destaca a importância da definição do novo padrão para um mercado robusto: "O setor envolve 4,5 mil emissoras comerciais de rádio, mais de 200 milhões de receptores, presentes em 50 milhões de domicílios", afirma.

Segundo o presidente, a definição do governo permite seguir acompanhando o desenvolvimento dos dois padrões mais conhecidos no mundo até que atendam de forma plena a necessidade das emissoras brasileiras. "A digitalização do rádio é uma necessidade tecnológica, que permitirá a evolução do setor e a convergência com novos meios e plataformas."

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.