quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

4º Prêmio Professores do Brasil - Por Silvia Neves / São Paulo



“Seja a mudança que você quer ver no mundo”. A frase de Gandhi mostra a profundidade da decisão de ser pró-ativo e superar barreiras e, como as mudanças que ocorrem de dentro para fora têm uma capacidade de multiplicação enorme. É o que se pode notar claramente entre os projetos desenvolvidos por mais de mil educadores inscritos na quarta edição do Prêmio Professores do Brasil. A iniciativa do Ministério da Educação (MEC) conta com a parceria do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), e ainda Fundação Bunge, Fundação SM, Instituto Pró-Livro e Instituto Votorantim. Todos focados na valorização do educador brasileiro.

O Prêmio, instituído em 2005, tem como objetivo reconhecer o mérito de professores das redes públicas de ensino, pela contribuição dada para a melhoria da qualidade da educação básica. Consiste na seleção e premiação das melhores experiências pedagógicas desenvolvidas ou em desenvolvimento por professores que comprovadamente, tenham tido êxito no enfrentamento de desafios, considerando as diretrizes propostas no Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação.

Esta quarta edição traz boas surpresas. São 35 premiados entre professores de educação infantil, ensino fundamental e médio, de 20 Estados de todas as regiões brasileiras. Alguns com menos de cinco anos de carreira e outros com mais de 20, mas todos com o desejo comum de fazer a diferença na vida de seus alunos.

A cerimônia de premiação será realizada no dia 03 de dezembro. Visando a troca de experiências entre os educadores, no dia 04 ocorrerá a apresentação dos projetos ganhadores, durante o Seminário Professores do Brasil. Os professores e diretores ou representantes das escolas premiadas nesta edição do Prêmio têm participação assegurada no Seminário, que acontecerá em Brasília, com passagens e hospedagem custeadas pelos organizadores do Prêmio.

Independentemente de sua região e categoria, os autores das experiências selecionadas pela Comissão Julgadora Nacional receberão a importância de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), além de troféu e certificados. As escolas onde foram desenvolvidas as experiências selecionadas serão premiadas com equipamentos multimídia, no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais).

Os resultados e uma síntese dos projetos serão disponibilizados, após o Seminário, nos sites:

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.