quinta-feira, 12 de março de 2009

Lembranças do interior - Por Dalinha Catunda / Rio de Janeiro


Foto: Dalinha Catunda

Boina na boca do pote.
Água fresca naturalmente.
O pote por fora suado,
Matava a sede da gente.

Era água de cacimba,
Que a natureza servia.
No copo de alumínio
No interior se bebia.

No ranchinho que possuo
Lá pras bandas do sertão.
Tem lá um banco de pote
Preservando a tradição.

Dalinha Catunda é escritora e natural de Ipueiras, Ceará.

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.