quarta-feira, 8 de novembro de 2006

Os dois brasis - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza

Observo, na TV, os debates eleitorais. Vaidades, arrogâncias, o eu e sufocar o nós. Cacoetes de outrora. Cenas de adolescente no sul, onde aprendi: vaidade (de vanus) é o oco. Humildade nasce de húmus (chão). No debate, quer-se Maquiavel, nos limites da ética. Mas o príncipe, vejo-o a descer a planície para entender o povo, e assim poder ser príncipe. Na TV, a Confederação do Equador: o perigo dos "dois brasis", a avenida paulista em closeup.
Intervalo. Vou ao computador. E-mail do Centro Internacional Celso Furtado, guru de toda uma geração, que, nos anos 80, trouxemos para seminário sobre perspectivas para o desenvolvimento do Nordeste (UFC, O POVO, Centro Industrial do Ceará). Tópicos a nos reacender crenças: "(...) Devemos a Furtado a compreensão da especificidade do subdesenvolvimento e o entendimento de uma questão central: os países da periferia do capitalismo estão condenados a "inventar" suas estratégias de desenvolvimento. Caso contrário, entregarão seu destino aos processos de reiteração e reprodução das condições que geram a dependência e o atraso". "(...) o homem tem meios para transformar o mundo, construir um mundo melhor, e de que esses meios estão ordenados pela ciência, decorrem do avanço formidável do conhecimento científico. Quando eu descobri a idéia de planejamento social, fiquei maravilhado e disse: é aqui que está o caminho, temos que sair por aqui. Para ordenar sua cidade, tem que ter um plano; então me pus a estudar planejamento." (Celso)
"Canudos (...) é um compromisso com a revolta moral e social, diante da miséria e da opressão..." ( André Haguette ) Antonios Conselheiros de outrora, hoje mais solidários e plurais, poderemos reeditar, de forma pacífica, com as armas da educação e do trabalho, a revolução social dos novos tempos. Esperamos! *PC*

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.