domingo, 1 de outubro de 2006

Voto: desejo, recado! - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza


Alecrim - A Charge Online

Amigos, neste domingo, cada um de nós, de alguma forma, estará depositando nas urnas seu voto, que, mais que obrigação, é desejo, recado. Que escolhamos, cada um, o direito de expressar nosso desejo: nos melhores, a nosso ver, da melhor farinha do saco, em branco, nulo, não "neles mas nela", de protesto que o seja...
De minha parte, gostaria (tentando colher, ao meu redor, o que vai no "inconsciente coletivo de nosso povo"), de transcrever, para a reflexão, neste momento, texto que extraio de Leonardo Boff, em seminário realizado em Brasília:
Segunda categoria: irmão menor, frater minor. Menor, porque, naquela divisão social burguesa de maiores e menores, ele ficou com os menores. Este é o sentido social de menor. Sua ordem é a dos frades menores e se escreve, abreviando, O.F.M, Ordem dos Frades Menores. Além desta ordem tem a Ordem dos Mínimos, menores ainda que os menores, mais radicais ainda. E hoje nós inventamos mais uma ordem, a dos lascados. Há todo um movimento nordestino dos frades, para a criação da Ordem franciscana dos lascados, da Ecclesia Lascatoram, da ordem dos lascados.
Imaginem vocês que, lá no Ceará, São Francisco é nordestino, não é de Assis, é São Francisco do Canindé*. É o maior santuário franciscano do mundo e passam por lá milhares e milhares de pessoas. Estive lá, várias vezes. O povo acha que os frades escondem São Francisco dentro daquele convento enorme. Estão o povo vai à Igreja de São Francisco, paga as promessas, desfila diante do convento, olha-o com curiosidade para ver se ele está lá dentro. E dizem uns aos outros: "São Francisco está lá dentro, escondido. Eu o vi. Estes padres alemães são maus, escondem São Francisco". Isto porque a mentalidade mítica popular não é diacrônica. Ela é sincrônica. Moisés, Jesus, João XXIII vivem todos num mesmo tempo. Não é o São Francisco Medieval. É o São Francisco de hoje, que está em Canindé, e não é de Assis.
São Francisco, portanto, é frade menor.
Leonardo Boff, extraído da obra Terapeutas do Deserto: do Deserto: de Fílon de Ale xandria e Francisco de Assis a Graf Dürcheim (Petrópolis, Vozes, 2004), a partir de Seminário com Jean Yves Leloup e Leonardo Boff.
Pensemos, todos, em de fato harmonizar crescimento econômico com o desenvolvimento sustentável, como queria Francisco de Assis (o medieval e o mítico de agora), voltado para os "menores" e, agora, o ecológico, (potencialidades e limites da natureza), criação divina, Irmão Sol, Irmã Lua, de onde, adões e evas, brotados do chão animados pelo "sopro divino", nascemos todos... *PC*

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.