terça-feira, 24 de outubro de 2006

O Poeta das Ipueiras - Por Bérgson Frota / Fortaleza


Em 28 de julho de 1926 nascia em Ipueiras um dos seus mais célebres filhos , Jeremias Catunda Malaquias, filho de Luís Malaquias e Maria Catunda.
Sendo o primogênito de uma família de cinco filhos este poeta, cronista e escritor dedicou toda a sua vida a divulgar sua terra com um ardor tão raro nos dias de hoje que poderia chamar-se quase uma obsessão.
Jeremias Catunda é membro da ACI(Associação Cearense de Imprensa) tendo sido distinguido com o "Chevron" de ouro pelos seus 40 anos de atividade jornalísticas sendo sócio fundador da Associação Cearense de Jornalistas do Interior, escolhido e premiado em seis congressos da classe como um dos mais atuantes membros.
Sócio correspondente da Academia Sobralense de Estudos e Letras, foi correspondente dos : Diários e Rádios Associados, O Povo, Diário do Povo, Gazeta de Notícias, O Estado, Correio da Semana, Gazeta do Centro-Oeste, Folha Regional, Revista Itaitera do Crato, Almanaque da Parnaíba, Ceará Rádio Clube, Dragão do Mar, Radio Tupinambá, Iracema e Rádio Vale do Rio Poty de Crateús.
Vereador em três legislaturas seguidas 1947/56, sendo até hoje o mais novo representante do povo na Câmara, eleito em 1947 com 21(vinte um) anos obtendo em 1954 mais de 10% dos votos apurados.
Por ocasião do Primeiro Centenário do Município, ocorrido em 1983, publicou "Ipueiras, uma síntese histórica" e em 1985 na Primeira Semana Cultural de Ipueiras lançou o seu livro poético : Versos Versus Minha Vontade.
Foi escrivão e coletor da Coletoria Estadual de Ipueiras, escriturário do DAER (hoje DERT) e inspetor de linhas telegráficas do DCT.
Jeremias Catunda Malaquias é hoje uma figura das mais valiosas no campo cultural de Ipueiras, seu trabalho fruto de um grande amor pela terra natal rendeu no último aniversário da cidade em 25 de outubro passado, uma detalhada e rica homenagem de Francisco de Assis Lima (Fury), que no alvorecer do aniversário de emancipação política de Ipueiras narrou pela já lendária rádio "Vale do Jatobá" o seu trabalho intitulado "O Fascínio das Palavras".
No ano em que o grande poeta, jornalista e contista comemora 80 anos, Ipueiras se queda em gratidão a mais um filho que fez da vida um grande discurso de amor inconteste à terra natal. *PC*

Texto publicado originalmente no jornal O Povo, de Fortaleza.

Bérgson Frota é professor visitante da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e professor de Grego Clássico no Seminário da Prainha - Fortaleza.

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.