terça-feira, 18 de julho de 2006

Primeiro de Maio - Por José Luís Lira / Fortaleza


Nenhum período da vida nos marca mais que a infância. E é a ela que recorro para falar do dia 1º de maio. Para nós, meninos, não havia nada de comemoração ao trabalho e seu dia. Era a abertura do Mês de Maria e tínhamos que acordar antes das seis horas para enfeitar as portas. Mês de Maio, Mês das Flores, Mês da Mãe de Deus. E ela passava as seis horas abençoando as casas de quem colocava flores nas portas em sua homenagem.
Adulto, lembro com saudades daquelas inocentes tradições. As estações do ano são irregulares no Ceará, mas, maio é como se a primavera tivesse chegado e, de repente, há mais perfumes no ar. O céu fica mais lindo, tudo para homenagear a Mãe de Deus.
Na noite de 1º de maio, tinha início ao novenário. Toda semana um colégio da cidade era responsável pela Liturgia da Missa e, o Patrono (Instituto Benjamin Soares), dirigido pelas Irmãs Missionárias Reparadoras do Coração de Jesus, era o que assumia a primeira semana.
Era extraordinário. Parecia até que a Missa tinha mais vida e, cantávamos, seguindo a cantora da Igreja, dona Dedite Gomes: "Oh! ditoso mês! Mês de alegrias!" Ah que saudades.... Hoje, posso ir à abertura e às novenas, mas, nada é igual, nem mesmo minha inocência.
Num mês de maio, dia 9, meu pai nasceu. É seu aniversário! Anos mais tarde, num 9 de maio (de 1990), perdíamos o nosso padre Mons. Antonino Soares, figura das mais santas que Guaraciaba conheceu. Num mês de maio, dia 12, criaram o município de Guaraciaba do Norte. Num 13 de maio, a Virgem Maria apareceu em Fátima (Portugal). No segundo domingo de maio, celebramos as mães, e no dia 18 de maio, Deus mandou ao mundo o santo João Paulo II.
Que mês santo, mês de alegrias... das maiores venturas e lembrando minha musa, Rachel de Queiroz, "No mês de maio as moitas de mofumbo se abrem todas em flores amarelas e enchem o ar com o seu cheiro doce de mimosas; em maio também devem estar em flor os aguapés na tona do açude".
Feliz dia 1º de maio! *PC*

José Luís Lira, advogado e presidente da Academia Brasileira de Hagiologia

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.