quarta-feira, 19 de abril de 2006

Tecendo novo amanhã - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza


O poder da caneta! A expressão se repisa na imprensa, na boca de nossos políticos. Mas com o sabor nostálgico dos tempos clientelistas, quando a caneta era arma a distribuir favores como moeda na conquista e sedução de votos. Junto à intelectualidade, a expressão tem outra conotação: a do poder, inerente ao "ofício do escrever", capaz de expressar não-ditos incontidos no sentimento do povo. Decorrente do "poder da caneta", está o "poder de resina" - a capacidade de juntar dispersas hegemonias em cacos: a caneta, enfim, com seu sintático poder de enfrasar insulados poços e poças, recobrando a força e a beleza da "grandiloqüência das cheias" de nossos rios. Os fatos recentes chocaram-nos. Mas, no fundo, são meros vômitos do não mais contido, sinal de notório fim de ciclo, com o rever necessário da história, repondo cacos já rotos. Impetuosidades e descortesias, para alguns. Para outros, imitação de Cristo quando do templo, expulsou vendilhões.... No Ceará, a história nos mostra ganhos em momentos assim. Assim, na União pelo Ceará, que nos legou Virgílio. E nos anos 80, tendo Celso Furtado por ícone, a rejuntar todos num projeto para mudar o Ceará: dos empresários do CIC aos mais à esquerda, com o apoio do próprio VT. Tempo hoje de revisão histórica, de novo pacto, em novo ciclo. Sinto-me cobrado em meu "ofício do escrever". E, nisso, agarro-me aos versos de João Cabral de Melo Neto: "Um galo sozinho não tece uma manhã (...)/ muitos galos que se cruzem (...) para que a manhã, desde uma teia tênue/ vá se tecendo, entre outros galos". De um amigo, chega-me a propósito, a oportuna conclusão, em bem-humorado lapsus linguae: "Precisamos, no Ceará, dessa manhã" "Mas um galego (digo, um galo) não a tece sozinho!" Por um Ceará sob as tintas de um amplo e novo caleidoscópio social! *PC*

Texto publicado originalmente no jornal O Povo, de Fortaleza.

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.