sábado, 29 de abril de 2006

Entre o chão e o horizonte - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza

Como andaria hoje o Ceará, em sua educação superior? Essa, a questão que, em "conferência estadual", colhe a Secretaria dessa área, em todo o Estado, a partir de suas regiões, entre líderes sociais e o mundo acadêmico. Conclusa a fase primeira, agora a proposta é a de um grande pacto social, em todo o Estado. Reflexivo "Pero Vaz de Caminha", acompanho tais discussões, nas regiões sob o desenho do Iplance, onde um caleidoscópico Ceará surge por entre as tintas do real e dos sonhos (sociais, econômicos e culturais). Nele, dados, sim, dizem-nos algo. Mas, sós, são meros "dedos" a nos apontar um chão real. Mais alto só dirão se mirarem o horizonte mais amplo do desenvolvimento sustentável e da inclusão social. De tal discussão, a etapa primeira está concluída. Agora, o Ceará, esfacelado em suas regiões, aí está a reclamar "contrato social", por meio do qual sociedade e mundo acadêmico, em rede e em teia, insiram-nos a educação superior na pauta do "onde estamos" e do estratégico "para onde vamos". Soltos, tais dados já nos apontam preocupações: 27º lugar em termos de acesso, cursos (os mesmos a se repetirem sem a oferta de novos, vitais ao Estado) concentrados na Capital. Daí, a tradicional migração de talentos, a importação de outros aqui não forjados, o desemprego à vista. Agora, somos todos chamados ao pacto. Na pauta, os desafios: o onde estamos e o para onde vamos. O estatal e a iniciativa social, braços dados. Acima de tudo, a discussão em plano mais alto, para além dos estreitos e caducos limites do estatal e privado, na questão do financiamento até!. Tudo sob o olhar mais alto do "estadístico", por sobre eventuais governos e disputas eleitorais. Executivo e legislativo estaduais, sob o olhar social, dizem aceitar a opção pelo estratégico: o hoje visto degrau para o amanhã. *PC*

Texto publicado originalmente no jornal O Povo, de Fortaleza.

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.