quarta-feira, 22 de março de 2006

Esperança de nova fase - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza

Educação superior, entre nós, guarda viés de origem: o da cidadela medieval, insulada por fossos do social, a cultuar "saber desinteressado". Com o tempo, teve avanços até os dias de agora ao buscar integração de saberes e diálogo em dupla-mão. Em minha história, seduziu-me mão dupla. Docente, tentei tomar o "ler" e o "escrever", sob a dimensão ampla e semiológica a ter a vida por "texto," justo em meio ao "estéril turbilhão da rua" (de Bilac). Educador, ousei impregnar os currículos, dos dramas, parceiras e sonhos do social. Administrator, parti para a semântica e a prática da "derrubada dos murros", da universidade nas "periferias urbanas e no meio rural" (no Acre elogiada por Chico Mendes), em ampla presença cultural, engajada nos movimentos "valorizando e repensando o Nordeste" de encontros culturais e Rádio Universitária como "canais de mão-dupla". No Ceará, batalhamos pelo planejamento governamental permeado do olhar acadêmico. E, por último, pela participação desse olhar, em rede, a trabalhar na costura de amplo "pacto social", no Estado. Aí me veio a crítica de governo e empresários, sob a acusação de "visão corporativa" e pouco "cooperativa." De outra feita: "elogiável a inserção nossa no planejamento de instituição superior nascente. Mas quando, na gestão e na avaliação?" Um dia, confessei: "Trinta anos, pus-me no limiar entre a universidade e o social. Hoje. lamento a relação de amor fracassada." No fundo, o viés corporativo a toldar o social. Tempos novos os de agora: de "teia" e "responsabilidade social". Aí, o convite da Face (a Faculdade Evolutivo): eu a integrar "comissão própria de avaliação (...) representando a sociedade civil organizada". Uma honra decerto. Mais que isso, um desafio que aceito. E a esperança de nova "face" na educação superior cearense. *PC*

Texto publicado originalmente no jornal O Povo, de Fortaleza.

Marcondes Rosa de Sousa
é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.