quarta-feira, 22 de junho de 2005

Mensalões e clichês - Por Marcondes Rosa de Sousa / Fortaleza


Ivan - Diário de Natal (RN)


De novo, a crise se instala aguda, em nossa vida política. Velha crise, a repetir-se episódica, em nossa história. Mas, agora, sob nova roupagem: a do neologismo "mensalão". De resto, os "pcfarias" já clichês. Novo, o habitat do moralismo: "a UDN de tamancos", o PT na expressão de Brizola.

Na boca do povo, as suspeitas do óbvio. E, na liturgia das CPIs, provas testemunhais a exigir documentos, e o registro em filmes a se acusar de chantagem. Inéditos, choros e biografias a isentar culpas. O "corte na própria carne" e o "não ficará pedra sobre pedra" inflamam a nova retórica. Filme já visto, ora revisto pelo "não é por aí" de Collor de Mello!...

Passar a limpo o país, a partir de nossa política. Reforma política, a palavra-de-ordem! E urgente, a partir do "financiamento", que se quer limpo e transparente. Os partidos, voltados para ideologias e programas a dar rumo à vida nacional, sob os laços da "fidelidade partidária", num durável pacto entre votantes e votados. Assim, evitando-se o imoral troca-troca partidário e a "governabilidade" à custa de interesses menores e "mensalões". Eleição, enfim, algo mais digno que o estelionato social das promessas de campanha política, não cumpridas e abandonadas.

Males podem trazer-nos o bem. O país nos pede rumos e curso. Sem ideologia e programas, tudo é fisiologia. É a vez, pois, de resgatarmos ética e sentido na vida nacional. As ditaduras espreitam-nos cientes de que, sensíveis à dor do povo, serão abraçadas por este. E projetos políticos não se esgotam em projeto de poder a ter por símbolo vazio um operário a escalar, da planície, o Planalto! *PC*

Texto publicado originalmente no jornal O Povo, de Fortaleza.

Marcondes Rosa de Sousa é professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade Estadual do Ceará (UECE).

(043)

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

0 comentários:

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.