sábado, 14 de maio de 2005

Genealogia - Por Ivan Fontenele / Natal (RN)

A consciência de família e de tradição é a raiz da cidadania e da auto estima. O conhecimento da origem da família, sua ligação a uma tradição, a uma cultura, a uma religião, é o campo da genealogia. Esse conhecimento é parte fundamental da estrutura de identidade do EU e requisito fundamental também para a autenticidade e maturidade da personalidade de cada um. O propósito destas palavras é estimular o interesse das pessoas, principalmente os familiares, pelo modo como a família e o município cresceram lado a lado.

O estudo da origem da família é despido de qualquer preconceito, idéia pré-concebida, excesso de imaginação, etc. É de fundamental importância produzir a história da família, principalmente pelo envolvimento com a historiografia local. A tradição familiar, fatos da história municipal, estadual e nacional irão adquirir um significado particular quando encontrarmos um antepassado neles envolvido. A herança deixada pelas gerações mais antigas para as gerações mais novas é, sem duvida, um legado que precisa ser cuidado e permanentemente repercutido, para o aprimoramento da cidadania.

Os FONTENELE constituem uma família única no país. Originada a partir de JEAN FONTENELE, engenheiro de Minas, nascido em Melun, na França, e que veio para o Brasil em 1750 integrando uma comissão da ordem da Corte de Portugal, atendendo solicitação do Padre José da Rocha, para pesquisar ouro e prata na serra da Ibiapaba. Fixando-se na aldeia de Viçosa, Jean casou-se com Umbilina Maria de Jesus, filha de Manoel Gonçalves Rodrigues. Deste casamento proveio a numerosa família. São seus filhos: Felipe Benício Fontenele; Rosa Maria Fontenele; Guilherme Fontenele; Agapita Fontenele; Paulo Fontenele; João Damasceno Fontenele; Plácido Fontenele; Ludovica Fontenele e Amaro Fontenele.

Jean Fontenele faleceu no dia 08 de dezembro de 1809, numa sexta-feira, e coincidentemente sua mulher Umbilina faleceu onze anos depois, também no dia 08 de dezembro de 1820, numa sexta-feira. Ambos estão sepultados na Igreja Matriz de Viçosa. Em Ipueiras, os FONTENELE aqui se estabeleceram quando da criação do município, trabalharam, casaram e constituíram família, ajudando a fazer o desenvolvimento espiritual, cultural e econômico desta terra.

José Bento de Oliveira Fontenele, filho de Vicente Ferreira de Oliveira e Ana Maria Fontenele, natural de Sant'Anna, aqui casa-se em 10 de junho de 1889 com Innocencia Amélia de Sousa Catunda, natural de Santa Quitéria, filha de Ludovico Praxedes de Sousa Catunda e Raquel Satyra de Sousa Catunda e constituem numeroso e importante ramo da família Fontenele. São seus filhos: Raul Catunda Fontenele; Raimundo Catunda Fontenele; Hugo Catunda Fontenele; Mileto Catunda Fontenele; Dario Catunda Fontenele e José Bento filho.

Outros vieram a partir do século XX e também deixaram sua contribuição, bem como os que ainda hoje trabalham para o desenvolvimento do município:


Padre Francisco Felipe Fontenele (Monsenhor Fontenele - foto acima, sentado, no centro), filho de Manoel Fontenele e Cândida Fontenele, nascido em 05 de abril de 1898, em Viçosa, assumiu o 10º Vicariato desta paróquia em 08 de fevereiro de 1929, permanecendo até o dia 31 de dezembro de 1949. Aqui repousa na Igreja Matriz.

Alezino Fontenele, filho de Manoel Messias de Vasconcelos e Maria Antonia Fontenele, natural do Amazonas, sobrinho de José Bento Fontenele. Aqui casa-se em 05 de abril de 1934 com Rosa Moreira, filha de Antonio Guilhermino Rodrigues Moreira e Maria Moreira do Espírito Santo.

Jesus Fialho Fontenele Bezerril, filho de Francisco Freire Bezerril e Ana Joaquina Fialho Bezerril. Aqui casa-se em 16 de fevereiro de 1951 com Ana do Amaral Sales Bezerril, filha de João Sales Campos e Maria do Amaral Sales. Foi coletor estadual.


Ivan Fontenele Meira, filho de Flamarion Gonzaga Meira e Jovina Fontenele Meira, Cirurgião-Dentista. Aqui casa-se em 20 de junho de 1974 com Maria Salete Morais Mourão (foto acima, com colar, no centro), filha de Antonio Moacir Mourão e Melo e Francisca Morais Mourão. São filhos do casal: Ivens, Afra e Áurea.

Dr. Eduardo Fontenele, atual Juiz de Direito da Comarca de Ipueiras.

Em outra oportunidade daremos continuidade ao desmembramento deste ramo familiar e queremos solicitar o compartilhamento destas informações pedindo aos que leram este artigo e dispuserem de dados que possam complementar este trabalho, por gentileza, enviem os dados para: ivanfmeira@hotmail.com. Agradeceria comunicações que pudessem divulgar e acrescentar dados a respeito desta pesquisa. *PC*

Referências bibliográficas:

Fontenele, Antonio Batista. A Marcha do Tempo - Os Fontenele, 2001.

Almanaque do Ceará, 1952.

The Historical Research Center, Francisco Laércio Vasconcelos Fontenelle - Tradutor, 1998.


Ivan Fontenele Meira é cirurgião-dentista e atualmente reside em Natal, capital do Rio Grande do Norte.

As fotos deste artigo pertencem ao acervo pessoal de Edson Morais

(025)

Postagem anterior
Próximo Post

Postado por:

18 comentários:

  1. Anônimo5:41 PM

    Que trabalho interessante sobre a família Fontenele, também faço parte desta família não sei muito da genealogia mais os meus pais vieram do Ceará atualmente residimos em Brasília - DF. Sou Marluce dos Santos Fontenele.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo5:33 PM

    Muito interessante, também sou fontinelle, mas o meu fontinelle é escrito diferente. Sou neta de nice e joão fontinelle da silva. Voce sabe me dizer o porque de ser escito fontinelle e não fontenele?????

    ResponderExcluir
  3. Anônimo9:25 PM

    EU SOU FONTENELE DE MINHA AVÓ QUE ERA ÍNDIA E SE CHAMAVA MARIA ANTONIA FONTENELE, NO MARANHÃO. nÃO SEI QUAL A TRIBO DE SUA ORIGEM.

    GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE MEU SOBRENOME.
    PENELOPE27227@YAHOO.COM.BR

    ResponderExcluir
  4. eu tbm sou fontenelle meu avo veio de fortaleza o pai dele era frances era alguma coisa antonino fontenelle ...gostaria de saber algumas coisas da minha familia......zoey20002009@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Anônimo9:58 PM

    É verdade que existem muitos casos de osteocondroma na família Fontenele?

    ResponderExcluir
  6. Anônimo1:18 PM

    eu so qweria saber mais sobre a minha familia eu sou lucas eduardo fontenele do carmo o meu email e lucas_loko191@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Anônimo12:17 PM

    oi meu nome é Jéssica Fontenele e minha família por parte de minha mãe e toda do mesmo sobrenome gostaria de saber se você tem mais um pouco para contar sobre elas afinal são todos do Piaui, Maranhão e Ceara e talvez possa ate conhecer me mande noticias no meu e-mail é : jeh_fontynely@yahoo.com.br. moro em São Paulo e acho muito enteresante a árvore genealógica da família

    ResponderExcluir
  8. Anônimo1:52 PM

    Tambem sou uma FOntenele, com muito orgulho, minha familia e de viçosa do ceará meu avo, hoje falecido chamou-se Tertuliano Fontenele,em julho/2011 depois de 21 anos voltei a cidade e tive o prazer de relemvrar a historia de minha familia, gostaria de saber mais
    rejanefontenelle@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. Anônimo3:19 PM

    Sou Fontenelle (com essa grafia), filha de Francisco Laercio Vasconcelos Fontenelle, do Ceará, filho de Amaro Fontenelle.

    Paula Fontenelle

    ResponderExcluir
  10. Anônimo4:51 PM

    SOU MONICA FONTENELE,FILHA DE MARIA JOSE FONTINELE MORAMOS NA CIDADE DE JOAO PESSOA,MEU FONTINELE E POR PARTE DO MEU AVO JOSE FONTINELE DA SILVA

    ResponderExcluir
  11. Eurides fontenele Aragao11:47 PM

    Essa Familia é um orgulho,pois sou Fontenele com muita garra.Sou neta de Inocencio damasceno Fontenele e de Florentina fontenele Aragao.Meus pais sao Luis Damasceno fontenele e de Maria Nubia Fontenele Aragao. Q os Aragao vem de Viçosa e os Fontenele vem vindo de longe não sei contar muito.pode mi add euridesfontenele@hotmail.com

    ResponderExcluir
  12. Anônimo12:42 AM

    Sou Keylla fontenele..
    uso esse sobrenome com muito orgulho.pois considero a minha familia uma das melhores de Viçosa..

    ResponderExcluir
  13. Anônimo8:10 PM

    Sou Francisco de Assis Magalhães, natural de Santa Quitéria(CE), e filho do casal José Magalhães e Dalva Catunda Magalhães, ambos quiterienses e seus pais(meus avós) tanto maternos quanto paternos Magalhães. Não conheci meu pai que faleceu quando eu tinha 2 anos de idade; morreu longe de casa - em São Paulo. A seca me separou da família três anos mais tarde. Agradeço o espaço e foi um prazer conhecê-los todos Fontenele/Fontineli. Meu e-mail. Boa sorte parentes!

    ResponderExcluir
  14. Oi meu nome é Mirlandia Alves Fontenele sou natural do Acre na cidade de Tarauacá, meu avô chegou no Acre fugindo da grande seca no Ceará, onde formou uma grande família.

    ResponderExcluir
  15. Sou Francisco das Chagas Fontenele, natural de Granja (Ce) sou da nona geração de Jean Fontenelle,,, descendente de Plácido Fontenelle, gostaria de quem tiver uma foto de Plácido Fontenelle por favor enviar pra fontenelle43@hotmail.com estou terminando uma pesquisa de história e preciso desta foto.....grato....

    ResponderExcluir
  16. Meu e-mail omitido no comentário acima. Abraços a todos meus parentes.

    ResponderExcluir
  17. que interessante somos parentes entao a minha vo que esta viva e de santa quiteria no ceara ea familia e os fontenele muito bom saber falarei com ela pois ela tem uma memoria muito boa..

    ResponderExcluir
  18. que interessante somos parentes entao a minha vo que esta viva e de santa quiteria no ceara ea familia e os fontenele muito bom saber falarei com ela pois ela tem uma memoria muito boa..

    ResponderExcluir

As opiniões expressas aqui não reflete a opinião do Blog Primeira Coluna.