sábado, 20 de julho de 2019

Chico Xavier previu que o mundo viveria “nova era” a partir deste sábado (20)

O médium mais conhecido do Brasil, Chico Xavier, realizou previsão em 1971 sobre os 50 anos após o homem ter pisado na Lua, em 20 de julho de 1969. Segundo ele, se não ocorresse uma “Terceira Guerra Mundial” do período em que os astronautas Neil Armstrong e Buzz Aldrin chegaram ao corpo celeste até este sábado, 20 de julho (20/07), o mundo viveria “uma nova era”.

“Se não entrarmos numa guerra de extermínio nos próximos 50 anos, então podemos esperar realizações extraordinárias da ciência humana, partindo da lua”, afirmou Xavier durante o programa Pinga-Fogo, que era veiculado na extinta TV Tupi Canal 4, de São Paulo.
Até a publicação desta matéria sobre este “pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade” não houve uma terceira guerra de dimensões mundiais.
Fonte: O Povo Online
Médico cearense suspeito de abusar de mulheres em consulta e filmar os crimes é preso

O médico e prefeito de Uruburetama, José Hilson de Paiva foi preso preventivamente por suspeita de abusar de mulheres e filmá-las com câmeras escondidas, sem o consentimento das pacientes. Ele se apresentou à polícia acompanhado do advogado, na Delegacia Geral da Polícia Civil, em Fortaleza.

A prisão foi determinada nesta sexta-feira (19) pelo juiz José Cléber Moura do Nascimento, que considerou a medida necessária para preservar as provas e evitar a influência do prefeito nas investigações.
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, José Hilton afirmou em depoimento aos policiais que um vício em fazer a filmagens e chegou a procurar tratamento.
Para o advogado, o argumento é “absolutamente incabível” pelo fato de o prefeito estar afastado do cargo do prefeito e impedido de exercer atividade médica.

Denúncias desde a década de 1980

O prefeito de Uruburetama é denunciado por abusos sexuais de pacientes desde a década de 1980. No caso mais recente, em 2018, quatro mulheres disseram terem sido estupradas pelo médico enquanto eram atendidas.
Outras pacientes ouvidos pelo Fantástico afirmaram não ter coragem de informar as autoridades sobre o caso porque dependiam do prefeito para garantir emprego ou serviço público.
A Justiça determinou também busca e apreensão de objetos em dois endereços de José Hilson nas cidades de Fortaleza e Uruburetama. A medida é para apreender computadores, celulares, tablets, HDs externos, CDs e DVDs gravados, receituários médicos, prescrições, agendas de consultas, além de outros objetos relacionados ao investigado.
G1 teve acesso a 63 arquivos de vídeos que mostram José Hilton de Paiva atendendo a pacientes em consultórios nas cidades de Uruburetama e Cruz. Profissionais da Associação Médica Brasileira assistiram ao conteúdo e avaliam que se trata “claramente” de estupro das pacientes.
Fonte: G1
Hospital de Ipueiras realiza mais de 39 mil atendimentos nos primeiros seis meses do ano

A prefeitura de Ipueiras divulgou nessa sexta-feira (19), o balanço dos atendimentos realizados pelo Hospital e Maternidade Otacílio Mota nos primeiros seis meses do ano de 2019. Segundo os dados apresentados através da coordenação da unidade, 39.744 atendimentos foram realizados.

Dentre as informações levantadas, destacam-se o número de consultas médicas realizadas com clínico geral, ginecologista e ortopedista que ultrapassaram a marca dos 30 mil atendimentos, e os exames laboratoriais de raio-x e de prevenção, chegaram à casa dos 7.300 exames. Ainda segundo os dados, a unidade hospitalar realizou 846 internamentos, 283 cirurgias de pequena e média complexidade, 145 partos e 858 exames de ultrassonografia.

Para o prefeito do município de Ipueiras, Nenem do Cazuza, os números refletem o comprometimento da gestão em melhorar cada vez mais a saúde dos Ipueirenses, segundo o gestor, um aporte financeiro de aproximadamente R$ 700 mil foi viabilizado através de emenda parlamentar do deputado federal Leônidas Cristino para ampliação do Hospital o que incluirá também uma contrapartida do município. “Já finalizamos o projeto e o próximo passo será o processo de licitação para que, no mais rápido possível, possamos iniciar as obras de reforma do equipamento que incluirão reparos e construção de novas alas e ampliação dos leitos incluindo um novo espaço de acolhimento a gestante.” Destacou. 

No projeto de ampliação do HMOM estão inclusos ainda a construção de um auditório e de uma biblioteca o que proporcionará futuramente a possibilidade de formação de novos profissionais de saúde alavancando inclusive a captação de recursos para a unidade hospitalar

Além da reforma, o prefeito Nenem do Cazuza também destacou a viabilização de 06 novas ambulâncias entregues a população nos dois últimos anos e melhorias implantadas recentemente como a compra de equipamentos e materiais para um novo laboratório incluindo a compra de um analisador bioquímico, um aparelho de eletrocardiograma, um aparelho de ultrassonografia e um cardiotocógrafo.

É unanimidade entre os profissionais a opinião de que é desafiador trabalhar na área da saúde e de que a participação dos entes federativos, Estado e União, é extremamente importante na obtenção de uma saúde de qualidade. Cortes e atrasos na entrega de medicamentos é um exemplo do que pode acontecer se houverem falhas na responsabilidade de um dos entes. Segundo informações, o município, para não deixar a população desassistida, realizou inclusive licitação para compra de medicamentos onde a responsabilidade de compra seria do Estado ou da União.

Fonte: PMI

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Prefeito Nenem do Cazuza participa da assinatura da ordem de serviço para restauração da CE 257

Foi assinada na manhã dessa quinta-feira (18), a ordem de serviço para a recuperação da CE-257, no trecho que compreende os municípios de Santa Quitéria, Hidrolândia e Ipu.

A solenidade do Governo do Estado foi realizada no Centro Cultural do Idoso, na cidade de Hidrolândia e contou com a presença do assessor de Relações Institucionais da Casa Civil Nelson Martins, secretário de planejamento Mauro Filho, deputado estadual Jeová Mota e os prefeitos Nenem do Cazuza, Tomás Figueiredo, Iris Martins e Sérgio Rufino, além de lideranças políticas das quatro cidades.

O trajeto, que possui 61,8 km de extensão, receberá investimentos da ordem de R$ 6.752.394,36, para os serviços de reciclagem de base com adição de brita; pavimentação com revestimento asfáltico em TSD (Tratamento Superficial Duplo) e sinalização (horizontal e vertical).

Além dos três municípios, outros 83 também serão beneficiados com o projeto Ceará de Ponta a Ponta, que prevê a recuperação de 59 trechos, o equivalente a 1.732 km de estradas e investimentos de quase R$ 220 milhões.



Em sua rede social, o prefeito de Ipueiras Nenem do Cazuza, destacou a sua participação com a equipe do Governo do Estado na cidade de Hidrolândia:

“Estivemos há pouco no querido município de Hidrolândia participando da assinatura da ordem de serviço para recuperação da CE-257 no trecho entre Barrinha, no município de Ipu passando por Hidrolândia, até o município de Santa Quitéria. Agradecer a prefeita Iris Martins pela recepção. O evento contou com a presença dos deputados Jeová Mota, Mauro Filho e amigos prefeitos da região além do nosso amigo Nelson Martins, chefe da Casa Civil do Estado, que mandou um abraço aos ipueirenses. Em breve também entregaremos outra conquista para o povo de Ipueiras, a estrada asfaltada Ipueiras-Ararendá”, concluiu.

Redação Primeira Coluna
Bolsa Família: Folha de pagamento ultrapassa 2,5 bilhões de reais no mês de julho

Teve inicio hoje quinta-feira, dia 18 de julho, o pagamento do Programa Bolsa Família, com um total de 13.609.302 famílias beneficiadas no valor total de 2.609.281.590,00.

Foram cancelados mais de 214 mil benefícios pela Senarc, sendo a maior parte delas referente à Averiguação Cadastral 2019. Além disso, aproximadamente 640 mil famílias estão com os benefícios bloqueados, sendo a maior parte das ações relacionadas à 2ª fase da Ação de Atualização Cadastral 2019 (Grupo 5 da Averiguação Cadastral), à Ação de Tratamento das crianças e adolescentes não Localizados em estabelecimentos de ensino e à repercussão do Descumprimento de Condicionalidades.

Outras 217 mil famílias estão com os benefícios suspensos, por sua vez, as ações referem-se às repercussões em decorrência do recebimento do Seguro Defeso e da repercussão do Descumprimento de Condicionalidades.

Foram enviadas aproximadamente três milhões de mensagens nos extratos de pagamento para famílias beneficiárias, principalmente, referente à revisão cadastral 2019, convocando as famílias para atualizar suas informações, no âmbito do processo de Revisão Cadastral deste ano. (873 mil).

Crianças e adolescentes não localizados em estabelecimentos de ensino foram solicitadas que as famílias comparecessem ao setor responsável para atualizar dados sobre a escola de crianças e adolescentes (644 mil); informando as famílias que os filhos devem freqüentar a escola para evitar a interrupção do pagamento do benefício à família (196 mil.

Foram convocadas as famílias para atualizar suas informações, no âmbito do processo de Averiguação Cadastral deste ano, para evitar o cancelamento de benefícios (355 mil).

Fonte: MDS
Governador Camilo Santana deve articular pela inclusão de estados e municípios

Avançar da tramitação da reforma da Previdência faz crescer o debate pela inclusão de estados e municípios no texto final. A ideia capitaneada pelo cearense Tasso Jereissati (PSDB), possível relator da matéria no Senado, é de uma PEC paralela, que faça a alteração na proposta que ainda retorna à Câmara em agosto, para votação em 2º turno.

O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), alertou que a inserção só é possível se governadores nordestinos convencerem as bancadas. No Ceará, Camilo Santana (PT) deve tomar mais uma vez o centro das articulações em prol do objetivo. Embora petista, ele foi citado por Maia em entrevista à GloboNews como um dos defensores da reforma. No 1º turno, toda a bancada do PT votou contra.

O POVO apurou que no dia 11 de junho, antes da votação no plenário da Câmara, Camilo ressaltou diante de parlamentares a importância de a reforma prosperar, pela economia que iria gerar. A bancada ficou divida em 11 a 11.

Para a tramitação no Senado, o deputado Heitor Freire (PSL) projeta boas chances de a reinclusão acontecer, já que Tasso deverá ser o responsável pelo relatório. Ele diz que mais importante que a atuação parlamentar são as tratativas entre governadores e deputados.

“Governadores e prefeitos sempre quiseram a aprovação da nova Previdência, mas percebo que se negam a enfrentar um desgaste, natural quando envolve temas importantes e passíveis de críticas e ataques da esquerda”, opinou Freire.

O deputado Anibal Gomes (DEM), por sua vez, acredita que Camilo deve conversar com a bancada cearense, mas desde o mesmo movimento ocorra por parte dos demais governadores do Nordeste. “Uma união dos governadores seria importante para o sucesso dessa iniciativa.”

Indagado sobre qual deverá ser o modo de atuação do governador na fase final de tramitação, o secretário de Relações Institucionais do Governo, Nelson Martins, disse não ter conversado com ele, em razão das férias tiradas pelos dois. Afirmou, no entanto, que pessoalmente é favorável à inclusão.

Um dos principais articuladores petistas, José Guimarães (PT) defende o pensamento de reduzir danos no 2º turno. Na votação dos destaques, que alteram o texto-base, ele mira a pensão por morte. O benefício teve valor reduzido, que pode ser menor que um salário mínimo em caso de o beneficiário ter outra renda.

A respeito do placar na bancada cearense, Eduardo Bismarck (PDT) e Pedro Bezerra (PTB) acreditam que se manterá o mesmo. O pedetista considerou votar a favor, mas se opôs ao texto no plenário. Bezerra, que foi favorável, foi vaiado durante a Expocrato. Ele minimizou, afirmando terem sido poucas pessoas, adversárias políticas. Disse ainda que deixou o palanque passando pelo meio do público presente.

Camilo teria pedido apoio a deputados

Reservadamente, dois parlamentares disseram ao O POVO que o governador Camilo Santana (PT) defendeu a aprovação da reforma da Previdência durante jantar com a bancada cearense, dia 11 de junho, data da votação em 1º turno.

Depois, conforme relato de fonte, ele ainda teria ligado ao coordenador da bancada cearense, Domingos Neto (PSD), reforçando a necessidade de adesão dos deputados. O POVO tentou confirmar a versão com Neto, mas não conseguiu retorno do contato.

Ao comentar polêmica na qual se vê a deputada Tabata Amaral (PDT-SP) em virtude do voto favorável à matéria, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), sugeriu que o PT não tem legitimidade para proferir críticas, já que governadores da agremiação apoiaram o texto. Ele não citou nomes. O ex-ministro é, contudo, aliado de Camilo, embora já tenha dito que com o PT “não ando mais.”

José Guimarães negou ter havido a articulação por parte de Camilo. Apesar de falar em “redução de danos”, a pressão popular é, ainda, trunfo da oposição na esperança de que os votos favoráveis mudem. Ele afirmou ter sido ovacionado na Expocrato da última segunda-feira, ao passo que Pedro Bezerra (PTB) ouviu protestos, embora afirme que também foi apoiado.

Questionado sobre a atuação do governador, o presidente do PT no Estado, Antônio Alves Filho, defendeu que deputados não podem transferir responsabilidade do voto ao chefe do Executivo estadual. “Não vou dar declaração contra o governador. Da mesma forma que o Camilo respeitou voto dos deputados do PT, respeitaria voto de qualquer deputado”, argumentou.

Também líder petista no Estado, De Assis Diniz não quis tecer comentários. Alegou não estar mais na direção do partido, além de exercer a titularidade da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA).

Camilo já havia se posicionado em favor de reforma que não contivesse alterações no BPC, na aposentadoria rural e de professores, além de implementação da capitalização.

CAIU

De R$ 1 trilhão, a economia estimada em dez anos com reforma passou para R$ 933,5 bilhões.

Fonte: O Povo

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Punição a 'rebeldes' no PDT expõe desafio de unidade dos partidos

A punição dada pelo PDT de suspender das atividades partidárias os oito deputados federais que votaram a favor da reforma da Previdência, contrariando decisão da Executiva Nacional, reabriu a discussão sobre a autonomia dos filiados e o papel das siglas partidárias. Pedetistas da bancada cearense chancelam o posicionamento do partido, mas cientistas políticos ouvidos pelo Diário do Nordeste, por outro lado, expõem um desafio que as legendas terão pela frente de dialogar com movimentos políticos independentes.
Isso porque, entre os "rebeldes" do PDT que votaram a favor da reforma na Câmara Federal, o caso que ganhou mais repercussão foi o da deputada Tabata Amaral (SP). Ela pertence ao movimento Acredito, fundado em 2017, com a bandeira da renovação política e, na lógica do grupo, de ser contra a polarização no sistema, Tabata se posicionou a favor da proposta de mudanças na aposentadoria, contrariando a orientação do PDT aos seus filiados.
Diante de críticas nas redes sociais, a parlamentar justificou que o voto foi de "consciência, não por dinheiro" e criticou a decisão do PDT de fechar questão na votação. "Fechar questão contra a proposta do Governo era ignorar que a Previdência é um assunto sério e que necessita de uma revisão e um tratamento igualmente sério", defendeu.
A decisão de Tabata e de outros sete pedetistas - de votar a favor da reforma da Previdência no primeiro turno -, no entanto, desagradou lideranças do partido. O ex-presidenciável pedetista Ciro Gomes afirmou, em entrevista à imprensa, que a deputada "cometeu um erro indesculpável" e chamou o movimento ao qual Tabata pertence de "partido clandestino".
'Erro'
"Você pega um partido clandestino, que tem suas regras próprias, seu programa próprio, se infiltra nos outros partidos e usa os outros partidos, fundo partidário, tempo de TV, coeficiente eleitoral para se eleger e fazer o serviço de outro partido?", questionou Ciro. "É um problema de dupla militância, não tem nada a ver com a compreensão de reforma da Previdência que nós temos", completou.
O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também disse, ontem, que o partido não aceitará mais filiados ligados a grupos suprapartidários da sociedade civil e avaliou que foi um "erro" dele e do ex-governador cearense a filiação da deputada federal.
"O partido não dará legenda nem a vereador, deputado ou qualquer filiado que tenha financiamento clandestino. Financiamento patrocinado por organizações pessoais, privadas, particulares, de gente muito poderosa que se utiliza de grupos para financiar e ter os votos de parlamentares dentro da sigla do PDT".
Como punição aos deputados pelo descumprimento da decisão do partido quanto à reforma, o PDT abriu processo na Comissão de Ética, que pode resultar em expulsão, e suspendeu os oito parlamentares das atividades do partido.
Defensores
Além de Tabata Amaral, compõem a lista de dissidentes Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Gil Cutrim (MA), Jesus Sérgio (AC), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO) e Subtenente Gonzaga (MG). Segundo o líder do PDT na Câmara, o deputado federal cearense André Figueiredo, aqueles que fazem parte de comissões serão substituídos.
"Eles estão suspensos de qualquer representação partidária e devemos fazer substituições em comissões, como na Comissão de Constituição e Justiça, na Comissão Especial da reforma tributária, e em funções mais relevantes que precisam de alguém mais antenado com o posicionamento partidário".
A posição do partido foi chancelada por pedetistas da bancada federal cearense. Idilvan Alencar ressalta que o PDT está sendo "fiel" às suas bandeiras. Ligado à educação, assim como Tabata Amaral, o deputado diz que a reforma da Previdência, aprovada em primeiro turno, prejudica os professores.
"Até amenizaram (as regras), mas acabou a aposentadoria diferenciada para professores, a carreira vai ficar menos atrativa. O PDT foi fiel à sua história e obedeceu às decisões do seu programa do partido, o que é muito raro no Brasil. Por isso que os partidos não prosperam, porque não têm bandeira".
Estratégia
Para o cientista político Cleiton Monte, pesquisador do Laboratório de Estudos sobre Política, Eleições e Mídia (Lepem), da Universidade Federal do Ceará (UFC), a suspensão ou expulsão de filiados é um mecanismo que os partidos têm para "preservar a unidade e a disciplina" dentro das legendas.
"Os deputados têm liberdade de ação, podem se posicionar, não são censurados, mas se pertencem e fazem parte de um partido, se foram eleitos dentro de siglas, eles têm que, minimamente, seguir ou sair do partido, porque, se não, não tem razão de ser o partido político", defende.
Na avaliação de Cleiton Monte, o descumprimento de decisões por parte de filiados enfraquece os partidos. "Que já são muito enfraquecidos no Brasil, no sentido de que os próprios parlamentares consideram o mandato algo muito individual, não atribuem o sucesso ou fracasso a ações do partido, então não é fácil conseguir disciplina partidária plena", avalia.
'Novo'
Já a cientista política e professora da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Monalisa Soares, acrescenta à discussão um componente que é externo aos partidos: os movimentos políticos. Ela lembra que a deputada federal Tabata Amaral, assim como outros parlamentares, vêm de grupos que não são, necessariamente, ligados a um partido e têm um funcionamento próprio.
"Isso vai se colocar como um dilema para pensar a situação dos partidos no Brasil, porque temos movimentos que se organizam, que pensam, que entram nos partidos, mas que têm outra lógica de funcionamento. Essa é a questão que vai se colocando: como os partidos dialogam com esses movimentos", pontuou.
Monalisa lembra que tal desafio não é novo. Segundo ela, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), por exemplo, historicamente, tem quadros vinculados a partidos. No entanto, a diferença, aponta a cientista política, é que movimentos como o Acredito, RenovaBR e outros disputam um novo modo de fazer política.
"Nascem da disputa do que é fazer política, porque são movimentos que colocam uma tensão dentro dos partidos, que emergiram nesse contexto de crítica à política, de lutar contra a corrupção. E, hoje, o caso da Tabata coloca um imbróglio em um partido que não tem muito esse perfil de controle imediato do mandato", opina.
Reação da 'ataques'
O movimento de renovação política RenovaBR, do qual também faz parte Tabata Amaral, questionou ontem, em nota assinada pelo fundador, Eduardo Mufarej, as medidas impostas pelo PDT à parlamentar. Segundo ele, “causa estranheza” que os “ataques” pelos votos pró-reforma sejam centrados a Tabata e aos “movimentos cívicos de renovação política”.
Na nota, o movimento RenovaBR reforça que, apesar de não intervir na pauta defendida pelos representantes eleitos, não atenderá a partidos políticos e que tem “compromisso com a sociedade brasileira que anseia visivelmente pela renovação das suas lideranças e pela participação cidadã nas decisões que impactam nos rumos do Brasil”.

Fonte: DN
"El Chapo" é sentenciado à prisão perpétua nos Estados Unidos

O narcotraficante mexicano Joaquin Guzman, de 62 anos, mais conhecido como "El Chapo", foi condenado a prisão perpétua nos Estados Unidos. A determinação foi estipulada por um Tribunal em Nova York e leva em consideração dez acusações contra ele.
El Chapo, que era considerado o maior narcotraficante após a morte do colombiano Pablo Escobar, comandava o cartel de Sinaloa, maior organização de tráfico de drogas do mundo. Ele foi ordenado o pagar 16,6 bilhões de dólares em indenização pelos lucros de seus crimes, o equivalente a 47 bilhões de reais.
Durante o julgamento desta quarta-feira (17), em Nova York, promotores apresentaram ao júri uma pistola 38 de El Chapo, feita de diamantes, com as iniciais de seu nome. Na audiência, o traficante falou pela primeira vez após ter sido extraditado para os Estados Unidos, em janeiro de 2017. Ele disse que foi privado de um julgamento justo e afirmou que sofreu tortura física, psicológica e mental 24 horas por dia.
Uma das dez acusações às quais ele foi condenado era traficar ou tentar traficar mais de 1.250 toneladas de drogas aos Estados Unidos, principalmente cocaína.
Cíntia Moreira é jornalista 

quarta-feira, 17 de julho de 2019

Site cadastra cliente que não querem receber ligações de empresas de teles

Hora do alívio para consumidores que não querem mais receber ligações de empresas de telecomunicação. Uma determinação da Agência Nacional de Telecomunicações, fez com as empresas criassem o site “não perturbe”, que entrou no ar nesta terça-feira (16). 
Os consumidores que não quiserem receber ligações destas empresas devem cadastrar as linhas desejadas no site. A partir do cadastro, o prazo para que as ligações sejam completamente bloqueadas é de 30 dias após a solicitação. As empresas que não respeitarem o pedido podem ser advertidas ou multadas com taxas que chegam até R$ milhões.
A lista é exclusiva para empresas de telecomunicação, logo, empresas de outro setor não estão inclusas.
A pessoa que quiser bloquear a linha deve entrar no site www.naomeperturbe.com .br e se cadastrar criando um login com senha. Após o cadastro, o cliente deverá fornecer o CPF e a partir daí, cadastrar o número desejado e informar as empresas que quer bloquear. É possível cadastrar mais de uma linha, e a solicitação serve para celulares e telefones fixos.
Segundo a Anatel, as empresas não poderão mais entrar em contato com quem se cadastrar no site para oferecer pacotes. Só estão cadastradas as empresas que podem prestar esse tipo de serviço no país.
Fonte: Agência do Rádio
Governo vai liberar R$ 63 bi do FGTS e PIS/Pasep

O governo apresenta nesta quinta-feira, 18, as novas regras para a liberação de R$ 42 bilhões de contas do FGTS e R$ 21 bilhões dos recursos do Pis/Pasep, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo matéria do jornal Valor Econômico, publicada nesta quarta-feira, 17, os recursos do FGTS poderão ser sacados no mês de aniversário dos que tiverem o benefício disponível.
Uma das ideias seria autorizar os saques na seguinte proporção: quem tem até R$ 5 mil no fundo, poderia pegar 35% do saldo; trabalhadores com até R$ 10 mil no FGTS teriam autorização para sacar 30%. Ainda se discutia qual parcela terá direito quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS, mas o porcentual não foi definido. Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.
Para o PIS/Pasep, o governo pretende que R$ 2 bilhões possam ser efetivamente retirados pelos trabalhadores. “Agora, com o avanço na tramitação da Previdência, podemos levar essas medidas adiante”, afirmou o ministro ao jornal.
Fonte: Focus