sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Câmara de vereadores volta do recesso e realiza a primeira sessão ordinária de 2019

Com o fim do recesso parlamentar, os vereadores da câmara municipal de Ipueiras retomaram as atividades na noite dessa quinta-feira (17), na ocasião, dois suplentes tomaram posse na sessão, Danilo Germano (PSD) e Oneide Aragão (PSD).

A sessão foi presidida pelo vereador Raimundinho do Charito (PSD), e contou com a presença de autoridades, secretários municipais, do prefeito Nenem do Cazuza, da primeira Dama Ana Tereza, além da população.


O presidente do parlamento, vereador Raimundinho do Charito (PSD), recepcionou a todos dando boas vindas aos seus pares, solicitando o empenho dos camaristas na condução do legislativo municipal.


O prefeito Nenem do Cazuza (PDT), usou a tribuna para a leitura da mensagem do Executivo municipal e aproveitou  o momento para parabenizar os vereadores empossados, Oneide Aragão e Danilo Germano. Em um discurso sagaz e empolgante, o gestor ressaltou a sua indignação pelo uso irresponsável das redes sócias por indivíduos despreparados e desinformados, buscando “chifre em cabeça de cavalo”, para o prefeito, “além da obrigação de respeitar esse povo tão querido, cumprir o caminho correto, retilíneo do homem público deste País é obrigação de todos nós, principalmente nós que colocamos o nosso nome a disposição da população. Continuo com o mesmo foco, a mesma vontade e a mesma obrigação, buscando cada vez mais fazer o povo dessa terra muito mais feliz”, concluiu.

Na sessão ordinária, definiram os líderes de bancada e os membros das comissões. O vereador Danilo Germando (PSD) foi indicado como líder do prefeito, já o vereador Sérgio Alves (PRP), líder da oposição.


As sessões ordinárias da câmara municipal de Ipueiras são realizadas nas quintas-feiras, as 19h30min. 

Sessão ordinária da câmara de Ipueiras:



Carlos Moreira é radialista 

Secretaria da Saúde recomenda cuidados com mosquito nesse período de calor e chuva

As chuvas chegaram ao Ceará e com elas, a necessidade de manter-se atento para evitar a proliferação do Aedes aegypti. 

O mosquito que transmite dengue, zika e chikungunya pode ser um grande vilão se atitudes simples não forem tomadas, especialmente nesse período. Por isso, a Secretaria da Saúde do Estado relembra os principais cuidados para a população garantir a saúde e poder desfrutar do clima chuvoso sem se preocupar.

Em 2018, o Ceará registrou 3.679 casos de dengue. Destes, 25 graves e 11 óbitos. Houve 33 confirmados de zika, sendo quatro em gestantes. Em relação aos casos de chikungunya, foram 1.384, com um óbito.

A orientação é manter os quintais sempre limpos, recolher, eliminar ou guardar longe da chuva todo objeto que possa acumular água, como pneus velhos, latas, recipientes plásticos, tampas de garrafas, copos descartáveis e até cascas de ovos. O lixo doméstico deve ser acondicionado em sacos plásticos e descartado adequadamente, em depósitos fechados, e colocados na rua somente no horário de coleta.

Depois da chuva, é recomendado fazer a vistoria no quintal e na casa para eliminar a água acumulada sobre lajes, calhas, tanques, pratinhos de vasos de planta. Com as chuvas, aumenta a formação de criadouros do Aedes aegypti fora de casa, mas deve-se manter o cuidado também dentro de casa. 

Baldes, potes, quartinhas, bacias, camburões e outros recipientes que guardam a água de beber e para outros usos domésticos, assim como a caixa d’água, devem ser mantidos limpos e fechados para evitar o risco de proliferação do mosquito.

Fonte: Governo do Estado
Semace intensifica cadastramento rural volante em localidades

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) intensificou o atendimento volante para pequenos proprietários ou posseiros de rurais interessados em fazer o Cadastro Ambiental Rural (CAR). O serviço gratuito é prestado em 109 municípios, por meio de equipes baseadas em onze sedes e de unidades móveis que visitam comunidades mais isoladas.

Podem usar o serviço os proprietários ou posseiros de imoveis com até quatro módulos fiscais, medida que varia de acordo com a legislação do município. Quem não está em dia com o cadastro fica impedido de participar dos programas federais de apoio à agricultura familiar, incluindo a concessão de empréstimos. 

Fonte: Governo do Estado

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Popeye abandona cachimbo em nova versão politicamente correta do desenho



O icônico marinheiro Popeye vai completar incríveis 90 anos e, para comemorar, o desenho ganhou versão atualizada, mais politicamente correta. Em 2019, o personagem criado por Elzie Crisler Segar trocou o cachimbo por um apito e passou a cultivar seu próprio espinafre orgânico.
Chamado de “Popeye’s Island Adventure”, os 25 novos episódios da animação são distribuídos pelo YouTube. Até então, os vídeos são bem curtos e sem diálogo, mas mostram que muita coisa mudou na vida do marinheiro.
Agora, Brutus não disputa mais a atenção de Olívia Palito com o Popeye. Dessa vez, o vilão quer roubar a plantação orgânica do personagem principal, já que na nova versão o vegetal desperta poderes mágicos.
Já Olívia se transformou em uma mulher empoderada e independente. A personagem abandonou de vez o lado donzela em perigo para se transformar em uma grande inventora.Além de substituir o cachimbo e abandonar espinafre enlatados, Popeye também aparece ainda mais jovem nos novos episódios.

Confira a versão consciente do "Popeye":


Fonte: Jovem Pan
Renan Calheiros afirma no Twitter que Tasso Jereissati é 'coronel da política'

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) usou sua conta no Twitter para criticar a candidatura da Tasso Jereissati (PSDB-CE) à Presidência do Senado: "Bato mais facilmente continência para um major da polícia do que para um coronel da política como Tasso", escreveu.

Tasso Jereissati e Renan Calheiros estão entre os cotados para à Presidência do Senado. Renan tem criticado adversários pelo Twitter; além do senador tucano, tem postado contra o procurador federal Deltan Dallagnol, que coordena a Operação Lava Jato em Curitiba. Dellagnol encabeça uma campanha pela internet que defende o fim do voto secreto para a Presidência do Senado, o que poderia prejudicar Renan na disputa com Tasso. Na quarta-feira, 16, Renan anunciou que vai entrar no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra Deltan.

Fonte: Agência Estado 
Inflação de famílias mais pobres dispara em dezembro, diz Ipea

A inflação das famílias mais pobres no Brasil disparou em dezembro em relação à das famílias mais ricas, informou nesta terça-feira, 15, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apesar de, no acumulado de 2018, o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda ter sido mais equilibrado. Em dezembro, as famílias de renda mais baixa registraram inflação de 0,21% contra 0,09% identificados nos ajustes de preços da renda mais alta.
O resultado se deve ao maior aumento do preço de itens que impactam com mais força a baixa renda, como alimentos. Segundo o Ipea, em dezembro, os legumes subiram 9%; as verduras, 2,3%; frutas, 3%; e carnes, 2%. Também pesaram o aumento do preço do vestuário, como roupas femininas, em alta de 2,3%, e o reajuste de 0,5% do aluguel. Já para as famílias de alta renda, pesaram as passagens aéreas impulsionadas pelas férias, com preços 29,1% mais altos, e do aumento de 0,8% dos planos de saúde.
Por outro lado, a energia beneficiou a todas as classes, com queda de 4,8% no preço da gasolina e de 2% na conta de luz. "A queda de 4,8% no preço da gasolina foi o principal fator de descompressão inflacionária nas faixas de renda mais alta, que também se beneficiaram, ainda que em menor proporção, da queda das tarifas de energia elétrica", explicou o Ipea.
2018
No acumulado de 2018, a inflação cresceu em todos os segmentos de renda, resultado do aumento dos preços dos alimentos a partir do segundo semestre e, sobretudo, dos reajustes dos combustíveis e da energia elétrica entre junho e outubro. Embora as famílias mais pobres tenham sofrido mais em dezembro, no acumulado de 12 meses a alta de preços neste segmento foi de 3,5%, contra 3,9% nas faixas de renda mais alta.
O Ipea informou ainda que apenas as classes de renda média-alta e de alta tiveram aumento de preços acima da inflação oficial no ano passado, de 3,90% e 3,92%, respectivamente, contra o Índice Nacional de Preços Amplo (IPCA) de 3,75% registrado em 2018. No acumulado, a renda baixa teve inflação de 3,59%; a renda média-baixa, de 3,73%; de renda média, 3,69%.
Fonte: Jornal do Brasil
Renan vai representar contra Dallagnol no Conselho do Ministério Público

Candidato à presidência do Senado FederalRenan Calheiros (MDB-AL) afirmou nesta quarta-feira (16) que vai entrar com representação no Conselho Nacional do Ministério Público contra o coordenador da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol.
O procurador tem encabeçado, nas redes sociais, um abaixo-assinado a favor do voto abertopara o pleito que vai escolher os novos comandantes do Congresso Nacional. Um pedido do tipo já foi negado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
“Quando fevereiro chegar, entraremos no Conselho Nacional do Ministério Público contra Deltan Dallagnol, que continua a fazer política com declarações, tweets e retweets”, escreveu o senador Renan Calheiros no Twitter.
Na terça-feira (15), o emedebista também já havia criticado o procurador da Lava Jato e afirmou que Dallagnol “continua a proferir palavras débeis, a julgar sem isenção e com interesse político, como um ser possuído”.
Fonte: Jovem Pan
Vereador Marcelo Mourão reúne-se com secretária de Educação e coordenadores para discutir os desafios da Educação Inclusiva em Ipueiras

Temos constantemente verificado a dificuldade enfrentada por famílias na busca da escola que acolha seu filho com necessidade de atendimento diferenciado. Educação para todos, aceitação das diferenças, combate ao bullying são alguns dos temas que envolvem o processo de escolarização dos alunos com necessidades especiais. Escolas do município de Ipueiras se disponibilizam a atender crianças e adolescentes na execução de políticas públicas voltadas para este segmento. Pensando nisso, reuniram-se na sede da secretaria de Educação, nessa quarta-feira (16), a titular da pasta, Judite Moreira, a adjunta, Michelle Veras, a coordenadora Elieuda Mendes e o professor Carlos Mourão, referência na linguagem de sinais, acompanhado do vereador Marcelo Mourão (PSB), para discutir o tema: Educação Inclusiva e Especial.

Para fazer a inclusão de verdade e garantir a aprendizagem de todos os alunos na escola, é preciso fortalecer a formação dos professores e criar uma rede de apoio entre alunos, docentes, gestores escolares, famílias e profissionais de saúde que atendem as crianças com Necessidades Educacionais Especiais.

De acordo com a Declaração de Salamanca (documento da UNESCO em  1994): O princípio fundamental da escola inclusiva consiste em  que todas as pessoas devem aprender juntas, onde quer que isto seja possível, não importam quais as dificuldades ou diferenças  que possam ter…” Mas, depois de receber alunos de diversos perfis de  desenvolvimento, como é possível incluí-los efetivamente no processo de escolarização? Para garantir que um trabalho pedagógico propicie a aprendizagem de todo o grupo, significa que nem todo o planejamento pedagógico será o mesmo. E viabilizar a aplicação de diferentes planejamentos na mesma sala de aula é um grande desafio para as escolas, mas está é a única opção para a instituição que pretende incluir e contemplar a diversidade.

A escolarização que respeita a singularidade enxerga o educando como parte integrante do grupo classe. O mesmo é trabalhado a partir de um currículo apropriado, que elenca estratégias de ensino diferenciadas, para assim, propiciar a verdadeira INCLUSÃO.

A escola que faz a inclusão de alunos com diferentes particularidades precisa reconhecer e responder às necessidades de cada aluno de maneira singularizada, garantindo que todos tenham educação de qualidade, com currículos apropriados, mudanças organizacionais e estratégias de ensino específicas. A educação inclusiva está distante do que seria ideal, porém, é necessário reconhecer que a busca por um excelente trabalho de inclusão é desafio diário de muitos educadores.

Grande parte das escolas “tradicionais” é estruturada inicialmente a partir da premissa de que todos os seus alunos aprendem da mesma forma, em um mesmo ritmo. Para essas escolas fazerem a inclusão, é necessário um sistema adaptado, profissionais capacitados e uma comunidade escolar disponível para o trato com a diversidade, este assunto esta sendo debatido pela secretaria de Educação de Ipueiras.


De acordo com vereador Marcelo Mourão (PSB), “a luta será diária para que este público que necessita de um olhar especial, tenha seus direitos garantidos para que desta forma, nosso município venha crescer  na educação  e inclusão social, estendendo-se também aos demais cidadãos ipueirenses”, finalizou.
Carlos Moreira é radialista

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Lei estipula que Conselho Tutelar seja acionado quando aluno ultrapassar 30% de faltas

O presidente Jair Bolsonaro sancionou uma lei que determina que o Conselho Tutelar seja notificado imediatamente no caso de faltas escolares de alunos dos ensinos fundamental ou médio que ultrapassarem em 30% o percentual permitido pela legislação em vigor.

Segundo a presidente da Comissão de Educação, senadora Lúcia Vânia, a nova lei vai permitir que os alunos sejam acompanhados mais de perto, já que vai ocorrer uma maior interação entre as escolas e os Conselhos Tutelares.

“Isso vai propiciar que o aluno seja acompanhado. Eu não tenho dúvida que, principalmente nos lugares mais longínquos, essa parceria entre a escola e o Conselho Tutelar é fundamental para o acompanhamento do aluno.”

Segundo a diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV, Claudia Costin, para a plena execução da lei será preciso preparar os Conselhos Tutelares para esta tarefa.

“Existem alguns Conselhos Tutelares que tem atuado de uma forma muito até proativa. Mas, infelizmente, outros não. Então, é importante que os Conselhos Tutelares tenham uma estrutura, mas também uma responsabilidade em relação à aprendizagem de cada criança, porque afinal de contas, aprendizagem é direito da criança e é isso que vai ajudá-la a ser um profissional e um cidadão melhor no futuro, né?”

Lembrando que antes da lei ser sancionada pelo presidente Bolsonaro, o procedimento era previsto somente quando o número de faltas ultrapassasse o limite em 50%.

Fonte: Blog do Roberto Moreira 
Presença de tucanos no governo Camilo gera desconforto no PSDB

A presença de filiados do PSDB no governo de Camilo Santana (PT) tem incomodado tucanos e a situação deve ser tratada em reunião prevista para este fim de semana. O novo secretariado conta com dois nomes da sigla, que se posiciona como oposição ao PT. Maia Júnior, que está licenciado do PSDB, se manteve no governo e assumiu a Secretaria do Desenvolvimento Econômico. A novidade deste segundo mandato é o vice-presidente do PSDB Ceará, Dr. Cabeto, que aceitou o convite para ser titular da Saúde.

Entre tucanos, prevalece a ideia de que a decisão por integrar o governo petista é opção pessoal, sem motivação partidária. "Muitas pessoas se sentem desconfortáveis. Mas nós não podemos, por conta do desconforto, ferir a liberdade pessoal", defende o deputado estadual tucano Carlos Matos. 

Segundo ele, os convites são reconhecimento de que o PSDB tem "talentos e competências importantes para a gestão pública".

Presidente da Executiva estadual, Francini Guedes reforçou que Maia Júnior está afastado do partido e disse não ver problema na indicação de Dr. Cabeto. "Acho que ele é um médico renomado, está prestando bom serviço ao Ceará e tem autonomia para isso", argumenta. Guedes explica, contudo, que a decisão sobre o posicionamento da legenda "não é só minha". Uma reunião deve ocorrer no fim semana para discutir a questão, segundo ele. Integrantes do partido ouvidos pelo O POVO afirmaram, no entanto, ainda não terem sido convocados pela Executiva.

Para tucanos, a presença de correligionários no governo não deve atrapalhar a oposição que o PSDB tem feito ao governo Camilo. "São outros atores. O vice-presidente não tem uma atuação política, não tem um mandato", explica Carlos Matos, que não foi reeleito para mandato na Assembleia.

Deputada estadual eleita, Fernanda Pessoa afirma que a presença de tucanos no governo não altera o posicionamento que pretende ter na Assembleia. 

"Continuo fazendo oposição ao governo do Camilo. Oposição responsável, não sendo oposição por ser oposição", afirma. Decisão que é reforçada pelo novo colega de bancada, Nelinho, que disse que fará oposição "de maneira bem ética, bem tranquila".

A força do PSDB para realizar essa oposição, contudo, tem enfraquecido ao longo da última década. Quando era situação, no período em que Lúcio Alcântara ocupava o Palácio da Abolição, a legenda tinha o maior número tanto de deputados estaduais (17 dos 46 parlamentares da Casa), como de representação cearense na Câmara Federal, (com 8 dos 22 que compuseram a bancada).

Desde a vitória de Cid Gomes (PDT) para o Governo do Ceará em 2006, quando o PSDB passou a ser oposição ao governador, houve queda na eleição de tucanos. Nas eleições de 2018, apenas dois parlamentares foram eleitos para a Assembleia e um para a bancada cearense da Câmara Federal.

Licenciado do partido, Maia Júnior faz diagnóstico semelhante. "O PSDB vive um momento confuso, ainda não se encontrou depois que ficou na oposição, nem no Brasil e aqui no Ceará não é diferente", aponta. Sobre assumir uma pasta em governo opositor, ele argumenta que foi uma decisão profissional. "Sou um homem livre profissionalmente, para servir a quem me apresentar um projeto que possa atrair o meu trabalho".

O secretário afirmou ainda não ter decidido sobre o futuro no partido. "Tenho respeito pela agremiação, estou afastado momentaneamente e seguirei com certeza os caminhos que o Tasso Jereissati desejar seguir", explica. O senador foi citado pelos tucanos como decisivo para o posicionamento quanto às indicações, contudo a assessoria informou que ele está no Senado e a questão está sendo encaminhada por Francini Guedes. Dr. Cabeto foi procurado, mas não retornou às ligações. 

Fonte: O Povo